Início B1 Zmar vai reabrir apesar de insolvência

Zmar vai reabrir apesar de insolvência

A insolvência da Multiparques A Céu Aberto SA, dona do Zmar Eco Resort, perto da Zambujeira do Mar (Alentejo), não vai prejudicar a actividade do empreendimento. Em declarações ao Opção Turismo, fonte da unidade hoteleira assegurou que vai reabrir portas muito brevemente, sem avançar datas, e que todo o quadro do pessoal está a postos para regressar ao trabalho.

A mesma fonte disse-nos ainda que o Eco Resort encontra-se encerrado devido às restrições no contexto da pandemia Covid-19, mas com a reabertura, serão garantidas todas as normas de higiene e de segurança da DGS para receber os seus hóspedes nas habituais férias na Costa Vicentina.  No contexto actual apesar das dificuldades vamos reabrir e esperamos ter um Verão com muitos clientes.

A unidade hoteleira, inaugurado em Junho de 2009, após um investimento de 30 milhões de euros, na criação de um conceito novo e sustentável em Portugal, e depois de ter passado por um violento incêndio, fechou no início do ano passado devido à pandemia da Covid-19, mas reabriu no final de Maio, e até tivemos bastantes clientes no Verão, revelou a fonte contactada pelo Opção Turismo, para acrescentar que 2020 foi um ano de grande desafio, que afectou e limitou as vendas.

No entanto, apesar de todas as estruturas e infra-estruturas do eco resort, desenvolvidas numa área com 81 hectares, continuarem a oferecer a mesma qualidade de sempre, este projecto interessante e inovar voltou a encerrar no início de Janeiro devido às novas restrições impostas em Portugal.

A dona e gestora do empreendimento, denominada Multiparques A Céu Aberto foi declarada insolvente em Março pelo tribunal de Beja, juízo de Odemira, decorrendo agora o prazo para os credores se apresentarem em sede de insolvência. Os credores interessados podem efectuar a reclamação de créditos de que disponham até ao dia 12 deste mês. Já a assembleia de credores está prevista para o dia 27 de Abril. A reabertura foi validada pelo administrador de insolvência.

Vender ou não o complexo turístico? A nossa fonte disse que nada está ainda decidido, até porque estes procedimentos são complexos e morosos.

No site da Deco surge também um alerta para esta insolvência com indicações do que deverá ser feito pelos consumidores. Os consumidores interessados podem efectuar a reclamação de créditos que disponham até ao dia 12 de Abril, devendo dirigir-se, através de carta registada com aviso de recepção ou correio electrónico, acompanhada da documentação relevante para apreciação do crédito, ao administrador de insolvência nomeado, que neste caso é Pedro Pidwell Silva.

Refira-se que, em Agosto do ano passado o Zmar reforçou a sua oferta de alojamento, disponibilizando casas de madeira para venda com piscina privativa, a preços que começavam nos 44 mil euros mais IVA.

– As casas com piscina privativa já eram um projecto em vista que foi acelerado pelo contexto actual e pela procura de alojamentos com estas características. Sendo o Alentejo cada vez mais um destino de eleição para férias e para investir numa segunda habitação, decidimos apostar ainda mais no produto ‘Zmonte’, beneficiando das infra-estruturas do Eco Resort, bem como rentabilizando a casa arrendando-a ao longo do ano, referia o Zmar, em comunicado.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here