Início B4 World2Fly vai garantir voos de Portugal

World2Fly vai garantir voos de Portugal

A W2M, empresa de viagens do Grupo Iberostar, adiou para o Verão o início das operações da sua nova companhia aérea, a World2Fly que estava prevista para a Páscoa, devido à incerteza existente. O grupo diz que vai também ter voos à partida de Portugal.

Os destinos estratégicos da companhia aérea, que irá operar com três aviões, serão Punta Cana, Cuba e Cancún, esperando obter as respectivas licenças já em Março. O CEO da W2M, Gabriel Subias aponta para 18 de Junho o início de operação da nova transportadora aérea, adiantando alguns dos projectos que vão transformar o grupo em turismo vertical, como o lançamento de um operador turístico geral, outro para grandes viagens e o lançamento de uma rede de agências corporativas e MICE.

No processo de integração vertical da World2Meet, está previsto também este ano o lançamento de um operador turístico geral que também será lançado este ano em Espanha e Portugal, e que farão os destinos clássicos como as Caraíbas, as ilhas Canárias, as Baleares, e mais alguma coisa na Europa, avança Subías.

– A data de lançamento do Word2Fly foi inicialmente adiada para 22 de Maio, mas após revisão do programa decidiu-se adiá-lo por duas semanas, até 18 de Junho, embora esta data de início também possa ser sujeita a revisão dependendo da evolução dos eventos, de acordo com Subías.

-Paralelamente à companhia aérea de Espanha, vai ser lançada outra em Portugal: Temos dois aviões, o 330 e o 350 que chegam em Maio, e vamos partir para uma frota de três aviões novos, mas alugados. São aviões que alugamos a 10 anos e com isso fazemos duas companhias aéreas, uma em Espanha e outra em Portugal e que sai esta ano sim, garante o executivo.

Também está em preparação o lançamento de uma operadora de turismo para grandes viagens, que será comandada por Fernado Sánchez, da Catai, e que estará à venda na Primavera deste ano.

Outros projectos de Verão serão as agências de viagens corporativas e de eventos da MICE, de acordo com o director da divisão de viagens da Iberostar, que admite não ser exactamente o melhor ano para este segmento.

– É verdade que nem para corporate nem para MICE é um ano bom, mas vamos começar a preparar-nos para um trabalho comercial que exige um ano para nos posicionar-nos, esclareceu.

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter