Vueling vai cobrar mala de viagem a bordo


A Vueling, companhia aérea low cost do Grupo IAG, anunciou que começará a cobrar um mínimo de oito euros aos clientes que contratem sua tarifa de ‘Tarifa Básica’ e queiram carregar uma mala de viagem a bordo, a partir de 23 de Novembro.

A medida, generalizada por outra companhia aérea de baixo custo (Ryanair), afectará os bilhetes comprados com a tarifa básica, que a partir de agora só incluirão a bagagem de mão que deve ser colocada sob o assento da frente.

A low cost espanhola, sedeada em Barcelona, alerta para o facto de as medidas máximas estipuladas para essas bagagens serão de até 40x20x30 cms, sem limite de peso.

No entanto, quem optar por esta tarifa básica e precisar trazer outra bagagem para a cabine – no máximo 10 kg e 55x40x20 cms – deverá contratar o serviço ‘Minha bagagem de mão na cabine’.

Este serviço ou opção estará incluído na contratação do embarque prioritário ou dos assentos nas primeiras filas.

A justificar a nova medida, a Vueling explicou que se trata de atrair e privilegiar quem quer pagar o mínimo pela sua reserva, reduzindo também o tempo de espera no aeroporto, acrescentando que todas as reservas de Tarifa Básica realizadas antes da data da mudança, independentemente da data do voo, continuarão a manter as condições de bagagem anteriores.

,

error: Content is protected !!