Início Vinhos Uma ‘ginja’ especial, embaixador do Oeste

Uma ‘ginja’ especial, embaixador do Oeste

A edição de hoje é muito especial.

Em vez de apresentarmos, como tem sido hábito, alguns dos nossos melhores vinhos, vamos falar de uma bebida que se pode também considerar como “bebida nacional”. Logicamente, vamos falar da célebre ginjinha, um produto bem português, queira-se ou não.

E sendo assim, vamos rumar até Óbidos, até ao reino do Oppidum, o licor de ginja da região de Óbidos. Uma bebida nacional que desempenha um estatuto de produto turístico da região Oeste de Portugal.

Fundada em 1987, a marca Oppidum foi criada em Óbidos por Dário Pimpão, licorista autodidata.

Antes de se entrar propriamente no mundo da Oppidum, explique-se que se trata de uma bebida tradicional, licorosa, apaladada, digestiva e natural, detentora de saberes tradicionais, que transitaram entre gerações. Por sua vez, o nome da empresa inspira-se em Óbidos, do latim Oppidum, que define uma “cidade fortificada”.

E para os que forem visitar Óbidos, desde Julho último que existe uma pop up store Oppidum, ou seja, uma loja de conceito temporária, situada na Rua Direita da vila medieval que foi oferecida pelo rei D. Dinis à sua esposa, como prenda de casamento.

Um começo feliz

No início da sua actividade a Oppidum também comercializava fruto para outras fábricas de licor do país.

Com o passar dos anos canalizou todo o fruto disponível para o seu negócio e, hoje, exerce uma presença autónoma no mercado nacional e internacional.

Refira-se que a Oppidum está sediada na Aldeia de Sobral da Lagoa (concelho de Óbidos), uma povoação que é o berço da tradição da ginja. É nesta aldeia e arredores que é, quase sempre, cultivada a ginja tirando proveito do microclima, lavouras férteis, altitude e encostas viradas a Oeste, preponderantes para a obtenção de frutos com características organoléticas únicas.

Uma “mistura” feita com carinho

A ginja Oppidum conta com ingredientes 100% naturais. Não tem corantes, aromatizantes ou quaisquer outros aditivos artificiais.

Açúcar, água, ginjas e álcool, a dedicação de três colaboradoras e a devoção de Dário e de Marta Pimpão (a filha do fundador) são as particularidades que conferem diferenciação à marca.

O resto… porque há muito mais a dizer, revelamos nos próximos dias.

Entretanto, porque não uma ginjinha?

Os produtos da Oppidum

– Licor de Ginja “com e sem elas” (com e sem frutos).

– Licor de Ginja com chocolate (garrafas de 0,05 ml, 200 ml, 500 ml, 700 ml, 1 L e bag in tube de 4,5 L).

– Garrafas de ginja e copos de chocolate (0,05 ml a 500 ml).

– Ginja com chocolate (500 ml).

– Bombons (em caixa de 10 unidades) recheados com licor de ginja.

No entanto, saliente-se que o produto exclusivo e patenteado da marca, é a Ginja com chocolate. Uma junção harmoniosa entre ginja Oppidum, chocolate e cacau, e bombons recheados com licor de ginja.

CLASSIFICAÇÃO

Região:
Óbidos.

Localização de ginjais:
Região de Óbidos, sobretudo no Sobral da Lagoa.

Licorista:
Dário Pimpão.

Produção:
Seleção de ginjas, remoção de folhas e pedúnculos, maceração hidro-alcoólica até 6 anos, adição de açúcar e correção do teor alcoólico.

Teor alcoólico:
19% de volume.

Acidez total:
5.9g/l (ácido tartárico).

Açucares totais:
390g/l (ácido invertido).

pH:
3.5. Sem corantes ou outros aditivos artificiais.

Notas de Prova:
Cor ruby aberta, nariz muito atraente com notas intensas de frutas vermelhas bem equilibradas com algum fruto seco e especiarias, especialmente canela, noz moscada e pimenta branca. Boca muito envolvente, aveludada, com final longo e muito agradável. (Rodrigo Martins, enólogo consultor e produtor da marca de vinhos Espera Wines).

Indicações de Consumo:
Servir à temperatura de ambiente ou ligeiramente refrigerado, conforme o gosto. Sem qualquer prazo de validade aplicável.

Gastronomia:
Ideal como bebida digestiva mas pode ser experimentada com sobremesas.

Conservação:
Armazenar à temperatura ambiente, preferencialmente sem incidência de luz solar direta. Ao ser um produto natural confecionado à base de fruta, pode haver depósito com o tempo.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter