COMPARTILHE

As entidades oficiais da província espanhola de Cáceres estão a estudar um novo projecto com vista uma ligação ferroviária turística com Portugal. Para tal, já foi pedido um estudo para avaliar a sua viabilidade real, que conta com um orçamento de 30.000 euros.

O projecto consiste em utilizar a existente infra-estrutura ferroviária e ligar Cáceres a Portugal. Um percurso que começará em Navalmoral de la Mata e vai até Castelo Branco.

Esta acção do Conselho Provincial de Cáceres é justificado pela necessidade de que através deste projecto se contribui para promover o desenvolvimento sócio-económico da região do Transfronteiriça Reserva da Biosfera Tajo-Tejo Internacional.

Refira-se que a iniciativa faz parte do programa operacional Interreg V, do qual participa aquela entidade, juntamente com outras 17, e cujo orçamento global é de nove milhões de euros.

O total elegível pelo Conselho Provincial de Cáceres chega a 2,4 milhões, dos quais seriam 612 mil euros próprios, sendo que o restante, cerca de 1,8 milhão, dos fundos do Feder.

Segundo as autoridades de Cáceres pretende-se também organizar internamente o território através do comboio turístico e espalhar os produtos transfronteiriços, pondo em destaque as propostas que oferece a região entre a capital do Campo Arañuelo e o fronteira.

Assim sendo, a viabilidade técnica, económica e jurídica da ligação ferroviária de Cáceres com o Alto Alentejo, Beira Baixa e Ribatejo, será certificada.

O documento base da iniciativa sublinha que o projecto sugere articular o serviço previsto como um elemento dinamizador do turismo, gerador de emprego e valorização das riquezas naturais dos próximos territórios do Parque Natural do Tejo Internacional em ambos os lados da Raia.

Curiosamente, da parte Portugal, nada ainda foi oficialmente avançado pelo Governo.