Início B4 UE aceita avaliar hoje passaportes de vacinação

UE aceita avaliar hoje passaportes de vacinação

Com vista a ‘ressuscitar’ o turismo, os líderes da União Europeia concordaram debater hoje, quinta-feira, o que denominam de passaportes de vacinação para os cidadãos dos Estados-membros que tenham recebido a vacina anti-Covid-19.

A questão não é pacífica já que os países do Sul do bloco, que dependem fortemente do turismo, estão a pressionar no sentido de criar estes passaportes de imunização, uma vez que querem salvar o Verão.

Com o lançamento de vacinas contra a Covid-19 a ganhar ritmo, alguns governos, como o da Grécia e Espanha, estão a pressionar para uma rápida adopção de um certificado a nível da UE para aqueles que já foram inoculados, para que as pessoas possam viajar novamente de uma forma mais fácil e segura.

No entanto, outros países, como a França e a Alemanha, parecem mais relutantes, uma vez que consideram que as pessoas poderiam ser compelidas e receber a vacina, além de ser discriminatório para aqueles que não podem ou não querem ser inoculados contra a Covid-19.

A França, onde o sentimento anti-vacinação é particularmente forte e onde o governo se comprometeu a tornar a imunização facultativa, considera esta ideia prematura.

Segundo a Reuters, a UE está a trabalhar com a Associação Internacional de Transporte Aéreo, que está particularmente interessada na retoma das viagens aéreas, com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico e a Organização Mundial de Saúde.

No entanto, as viagens com certificados levantam questões legais. Por isso, ainda é necessário trabalhar nos detalhes, incluindo se deve ser em formato digital, se deve ser aceite globalmente e em que fase do processo de inoculação o certificado deve ser emitido, necessitando de mais tempo para chegar a uma linha comum.

Porém, o tempo é mais curto para os países do Sul, nomeadamente Portugal, onde o sector do turismo precisa de saber com o que contar nos próximos meses. Apesar da posição oficial de que todos os governos da UE querem resolver a questão em conjunto, alguns poderão decidir avançar mais rapidamente sozinhos.

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter