Início Destaques Turismo UE: Diferentes opiniões sobre ‘vouchers’, mas concordância em  evitar riscos no...

Turismo UE: Diferentes opiniões sobre ‘vouchers’, mas concordância em  evitar riscos no turismo

COMPARTILHE

Apesar de os ministros do Turismo da União Europeia (UE) terem opiniões diferentes sobre a possibilidade de emissão de ‘vouchers’ para viagens e férias canceladas devido à pandemia de covid-19, são unânimes em concordar que se devem evitar riscos desnecessários com reabertura de fronteiras, disse o ministro do Turismo da Croácia, Gari Cappelli, resumindo os resultados da última videoconferência entre ministros do Turismo da UE.

Gari Cappelli  – recorde-se que a Croácia detém agora a presidência da União Europeia – acrescentou que foi discutida a possibilidade de emitir ‘vouchers’, acrescentando que as opiniões sobre essa questão ficaram bastante divididas. Alguns países são a favor, enquanto outros defendem que o enquadramento destes vales deve ser mais flexível e adaptado à situação de cada Estado-membro.

Na continuação da divulgação dos resultados da videoconferência dos ministros do Turismo da UE, aquele responsável notou que quanto mais medidas os países possam adoptar em conjunto, melhor é. Uma alusão às recomendações feitas na semana passada pela Comissão Europeia para a retoma da livre circulação no espaço comunitário, suspensa devido à covid-19, visando um restabelecimento dos serviços de transporte e do turismo a pensar no verão.

Para acelerar a recuperação do turismo, foi discutido o estabelecimento de condições para autorizar o cruzamento de fronteiras tendo em conta a situação epidemiológica, tendo sido concordado a possibilidade de realizar acordos bilaterais entre si.

A criação de acordos bilaterais é o caminho a seguir e isso foi aceite amplamente pelos Estados-membros, acrescentou o ministro croata do Turismo, ressalvando que somos responsáveis e não queremos correr riscos desnecessários, pelo que temos de nos lembrar que há cerca de um mês estávamos em total confinamento e que devemos reabrir as fronteiras de forma responsável e consciente.

Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook