Início VIP Turismo do Porto e Norte vai estar em força na BTL’20

Turismo do Porto e Norte vai estar em força na BTL’20

Os quatro subdestinos da região do Porto e Norte – Douro, Minho, Porto e Trás-os-Montes – vão estar em destaque na 32ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, marcada para os dias 11 a 15 de março de 2020.

Aproveitando o estatuto de “Destino Nacional Convidado”, a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) vai, pela primeira vez, promover no mesmo espaço aqueles quatro subdestinos, que terão assim visibilidade reforçada durante o evento.

Segundo o presidente da TPNP, Luís Pedro Martins, esta aposta enquadra-se numa nova estratégia de marketing que visa reforçar a diferenciação e excelência dos quatro subdestinos como referencial turístico associado à marca PORTOENORTETEM em diferentes acções de promoção e comunicação da oferta integrada deste destino”.

A região do Porto e Norte estará presente na BTL 2020 com um stand de 1.296 metros quadrados, estrategicamente instalado no Pavilhão 1. Este espaço permitirá usufruir de uma implementação privilegiada numa perspectiva de inovação em termos de posicionamento da marca, afirmando-se como um elemento diferenciador de comunicação e imagem do Porto e Norte de Portugal enquanto destino turístico.

Congregando a oferta turística de 86 municípios, a TPNP abrange um diversificado e vasto leque de recursos naturais e patrimoniais, produtos únicos e marcas de grande qualidade, distribuídos pelos subdestinos Douro, Minho, Porto e Trás-os-Montes.

Depois de salientar que o convite da BTL ao Porto e Norte para ser destino nacional em destaque na sua edição de 2020 é o culminar de um excelente ano para esta região em termos de crescimento nos indicadores que medem o crescimento do turismo Luís Pedro destacou que tal distinção é mais um factor de motivação para todos os stakeholders públicos e privados que têm sido responsáveis pelos bons resultados alcançados em 2019.

A região do Porto e Norte foi aquela que registou este ano, até ao momento, maior crescimento da actividade turística em Portugal, reforçando o seu posicionamento no cenário nacional, numa demonstração de grande capacidade de atracção e, simultaneamente, de criação das condições necessárias para corresponder às necessidades e expectativas da procura turística.

Durante os cinco dias da BTL, a TPNP vai realizar acções enogastronómicas e promover os eventos mais diferenciadores do território do Porto e Norte, entre as inúmeras actividades previstas.

O presidente da ERT do Porto e Norte de Portugal revela que a região foi inúmeras vezes distinguida pelo seu património cultural e natural, frisando que o Porto e Norte possui 25 sítios de área protegida, todos integrantes da Rede Natura 2000, num total de mais de 500 mil hectares.

– Esta região orgulha-se dos seus cinco parques naturais, um parque nacional e três geoparques e dos cinco lugares classificados Património Mundial pela UNESCO: Centro Histórico do Porto (1996), Vale do Côa (1998), Centro Histórico de Guimarães (2001), Alto Douro Vinhateiro (2001) e Santuário do Bom Jesus de Braga (2001), explica Luís Pedro Martins, acrescentando que o Vale do Douro é classificado Património da Humanidade pela UNESCO desde 2001.

Na sua intervenção, Luís Pedro Martins faz quase um inventariado total e pormenorizado das riquezas da região, focando os quatro subdestinos.

Actividade Turística 2019
No que concerne à actividade turística de 2019, de janeiro a setembro, o presidente da TPNP salientou que o crescimento da actividade turística da região do Porto e Norte, nos primeiros nove meses do ano, aproximou-se dos dois dígitos, liderando a análise a nível nacional. Comparativamente com o período homólogo do ano passado, a região cresceu 9,6 %, somando mais de 8,3 milhões de dormidas no total.

O Norte liderou também, nos primeiros nove meses do ano, as dormidas totais no segmento do turismo no espaço rural e de habitação, concentrando 30,5 por cento do total nacional, disse Luís Pedro Martins, destacando que, igualmente, e no que respeita ao alojamento local, com uma quota de 20,9 %.

Em termos de evolução dos proveitos, o Porto e Norte manteve, ao longo do ano, uma trajectória de crescimento que, no acumulado de janeiro a setembro, alcançou uma subida de 14,1 %, correspondendo a um aumento de 112 milhões de euros.

Destaque, ainda, para o desempenho do Porto, que registou 6,2 % do total de dormidas a nível nacional nos primeiros nove meses do ano, fruto de um crescimento de 9,6 %  em relação a 2018. Os não-residentes representaram 83,3 % das dormidas.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter