COMPARTILHE

Este fim-de-semana o jornal Açoriana Oriental publicou um artigo no qual referia que o Turismo de Portugal assumia a promoção do destino Açores. Face a isto o Governo dos Açores emitiu um comunicado a desmentir esta notícia.

No comunicado vem expressamente referido que “não corresponde à verdade que o Turismo de Portugal assumiu, ou assumirá, a promoção do destino Açores, nem que o mesmo substitui a Associação de Turismo dos Açores nessa função nos termos em que os títulos atrás referidos induzem”.

O Governo dos Açores é mesmo peremptório ao afirmar que “a definição da política de promoção turística dos Açores foi, é, e continuará a ser uma responsabilidade do Governo dos Açores, em estreita articulação com os parceiros privados desse sector, sendo que, para a execução e concretização dessa política, o Governo considera a Associação de Turismo dos Açores como um dos seus parceiros fundamentais”.

O Governo dos Açores chamou a si a promoção do destino devido a “contingências internas da Associação de Turismo dos Açores, que são do conhecimento público, que acarretavam o risco de interrupções e suspensão das acções de promoção turística da Região”. E é “por via dessa decisão do Governo dos Açores que se enquadra a intervenção casuística e excepcional do Turismo de Portugal, de forma a colmatar a ausência da actividade de promoção da ATA em mercados como o Reino Unido, os EUA e a Alemanha”.

O comunicado conclui referindo que o “Governo dos Açores aguarda a conclusão do processo de redefinição da situação dos órgãos sociais da ATA tendo em vista a retoma da parceria entre a Região e esta Associação para a promoção turística dos Açores”.