Início B3 Turismo da Madeira com quebras assinaláveis em Março

Turismo da Madeira com quebras assinaláveis em Março

COMPARTILHE

O turismo da Madeira registou quebras assinaláveis em Março último, segundo últimos dados divulgados pela Direcção Regional de Estatística (DREM).

 

No mês em análise, os principais mercados emissores, como o francês, alemão e britânico caíram 59,3%, 50,3% e 48,0%, respectivamente, enquanto o nacional teve uma quebra de 35,5%.

 

Em termos acumulados (Janeiro a Março), as dormidas no alojamento turístico decresceram 15,9%, enquanto os proveitos totais e de aposento apresentaram quebras de 16,1% e 16,6%, respectivamente, quando até Fevereiro o ano estava a correr de feição, embora já ligeiros efeitos da pandemia, destacando-se o facto de em Janeiro terem sido interrompidos 9 meses consecutivos de quebras.

 

A taxa de ocupação-cama em Março fixou-se em 27,4%, ou seja 31,2 p.p. abaixo do observado no mês homólogo. Por sua vez, a taxa de ocupação-quarto atingiu os 30,3%.

 

O sector da hotelaria evidenciou um decréscimo de 50,7% em Março de 2020, apresentando um RevPar de 22,78 euros. Por sua vez, o proveito de aposento por quarto utilizado (ADR) no total do alojamento turístico aumentou 8,5% para os 72,06 euros.

Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook