Início Opção Turismo Travel One Madeira: 2020 seria o nosso melhor ano de sempre

Travel One Madeira: 2020 seria o nosso melhor ano de sempre

A agência de viagens Travel One Madeira foi constituída no virar do milénio e a abertura do seu primeiro escritório aconteceu no dia 02 de Novembro de 2000 no Funchal, na lha da Madeira.

O projeto iniciou-se pelas mãos de três empreendedores e profissionais: Odília Andrade, administradora e directora executiva; Sérgio Sousa, director Comercial; e Hilário Andrade, director de Operações.

Uma vez que todos eles possuem larga experiência e conhecimento do turismo na Região Autónoma da Madeira decidiram criar o seu modelo de agência de viagens exclusivamente direcionado para o Incoming com incidência particular nos mercados de língua germânica.

No decurso destes 20 anos a empresa cresceu e expandiu-se para o continente português. Os bons anos consolidaram o crescimento da empresa que conta com escritórios em Lisboa e no Algarve desde 2013 e uma equipa global de 34 colaboradores.

Chegamos ao nosso 20ª aniversário com o maior desafio de todos os tempos e com o mundo a deparar-se com o mais desastroso acontecimento do último seculo: a pandemia Covid-19, refere Odília Andrade, acrescentando que a Travel One tinha previsto para o ano 2020 o melhor ano de sempre a nível de movimento de clientes atingindo a maior faturação de sempre.

No entanto e logo após o mês de Março, no início da pandemia, algumas operações da Travel One foram canceladas e outras adiadas para o segundo semestre e mais algumas para 2021.

Assim de um momento para outro instala-se a incerteza do que seria o futuro a curto e médio prazo do nosso negócio, disse a CEO da Travel One, destacando que os principais mercados da agência estão a fechar corredores turísticos para Portugal.

Temos a falência e o encerramento de alguns operadores turísticos, o encerramento de aeroportos regionais em toda a Europa, e como se tudo isto não bastasse temos ainda temos a redução de frotas de aviões nas mais diversas companhias aéreas.

Neste cenário desastroso as consequências não se fizeram esperar e as poucas operações que a Travel One tinha e algumas que foram adiadas para o segundo semestre de 2020 foram canceladas num repente.

Uma calamidade nunca vista com a agravante da imprevisibilidade de como tudo isto vai acabar e/ou retomar.

– Considera que o ano 2020 está completamente perdido ou há sempre aquela hipótese de recuperar algumas perdas no final do ano?

– No presente momento estamos literalmente com uma quebra de facturação que ronda os 80%, tendo em consideração que tivemos, Janeiro, Fevereiro e até meados de Março a actividade em velocidade cruzeiro, explica a nossa entrevistada, frisando considerando que o ano de 2020 é um ano para esquecer e que está completamente perdido em termos económicos sem qualquer possibilidade de recuperar o que quer que seja até ao final do ano.

– Como será o próximo ano?

Odília Andrade refere que o ano 2021 não será ainda um ano de grande retoma para o sector do turismo, mesmo com o aparecimento de uma vacina, uma vez que a eficácia terá de traduzir uma confiança que leve as pessoas a viajarem. – O reajustamento da procura às condições e estruturas antes instaladas levará o seu tempo pelo que será um ano de pouco movimento sendo que a nossa esperança é que na segunda metade do ano possa haver uma surpresa pela positiva. No entanto ressalva-se o facto de tudo isto ser muito incerto e imprevisível neste momento, sendo certo que a retoma será muito lenta.

Pode traçar o perfil do seu cliente?

Cerca de 90% dos nossos clientes são alemães. É um cliente que pela génese possui a apetência para viajar e aprecia a natureza, a gastronomia e a cultura do nosso País. É muito sensível às questões ambientais e pelo respeito das boas praticas. E acrescenta ainda o que mais destaca neste seu cliente:

– Adora as caminhadas a pé, circuitos culturais e experiências gastronómicas. Um cliente exigente na qualidade dos serviços, mas justo na sua avaliação e reconhecimento aquando da excelência do serviço.  Possui um poder de compra superior comparativamente a outros demais mercados, mas não deixa de ser sensível ao preço no momento da compra das suas férias.

Considera como boas as medidas tomadas pelo governo regional para travar/evitar a pandemia da covid-19 na Madeira?

No geral, um grande elogio à decisão da obrigatoriedade de efetuar os testes antes e/ou à chegada ao Aeroporto da Madeira e a forma como estão bem muito bem organizados, destaca Odília Tavares, afirmando que de um modo geral consideramos que todas as medidas tomadas e implementadas até agora em prol dos habitantes e do turismo da Madeira foram adequadas.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter