COMPARTILHE

O Porto e Norte de Portugal afirmou-se, durante o mês de julho, como o destino que mais cresce na actividade turística no todo do contexto nacional.

É uma tendência que vem sendo consolidada desde o início do ano, explicada pela forte campanha de promoção do destino e pela oferta cada vez mais diversificada, que tem permitido captar novos mercados. No mês em referência, o Porto e Norte cresceu nas dormidas totais perto de 12 por cento, o que corresponde a 1,1 milhões de dormidas.

Nas dormidas de residentes, o Porto e Norte cresceu 5,9 por cento, correspondendo a 428,3 mil dormidas, e 15,6 por cento nas dormidas dos não residentes, correspondendo a 720,7 mil dormidas. Este aumento de dormidas reflecte-se também no aumento dos proveitos, item em que a Região Norte tem o maior aumento percentual do País. Desde o início do ano que existe uma trajectória de crescimento assinalável, com o maior crescimento do todo nacional, na ordem dos 10,3 por cento, o que demonstra um trabalho consistente.

Números bastante positivos, também, no que se refere à estada média. O destino é a única região com indicadores positivos neste campo e na taxa líquida de ocupação-cama, com números médios de 1,99 noites. Já no indicador (RevPAR) o Porto e Norte situou-se em 53,3 euros em julho, o que se traduziu no maior aumento registado a nível nacional.

A Turismo do Porto e Norte de Portugal tem marcado presença nas maiores feiras de turismo em Espanha, que continua a ser o principal mercado emissor, organizado press trips nos territórios de baixa densidade e apoiado uma série de iniciativas em todos os subdestinos.