Início B3 TPNP: 1,1 milhões de dormidas em setembro

TPNP: 1,1 milhões de dormidas em setembro

COMPARTILHE

O crescimento da actividade turística da região do Porto e Norte, nos primeiros nove meses do ano, aproxima-se dos dois dígitos, liderando a análise a nível nacional. Comparativamente com o período homólogo do ano passado, a região cresceu 9,6 por cento, somando mais de 8,3 milhões de dormidas no total.

Para o presidente do Turismo do Porto e Norte (TPNP) os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmam que a região manteve e reforçou a sua tendência de crescimento, seja nas dormidas seja nos proveitos, não só com resultados assinaláveis, mas em contraciclo com as quebras nos valores globais nacionais verificadas em setembro.

O Luís Pedro Martins afirma que quanto à subida no RevPar os números extremamente positivos, não só comparativamente com o desempenho no período homólogo do ano passado, mas também com o posicionamento do Porto e Norte no cenário nacional.

Relativamente apenas ao mês de setembro, o crescimento foi de oito por cento, totalizando 1,1 milhões de dormidas. Um registo claramente superior ao das restantes regiões do país.

Em termos de dormidas de não residentes, o desempenho da região do Porto e Norte regista uma evolução de 10,5 por cento em setembro e de 11,4 por cento desde o início do ano.

O Norte liderou também, nos primeiros nove meses do ano, as dormidas totais no segmento do turismo no espaço rural e de habitação, concentrando 30,5 por cento do total nacional.

Destaca-se, igualmente, no que respeita ao alojamento local, com uma quota de 20,9 por cento, apenas atrás da Área Metropolitana de Lisboa.

Em termos de evolução dos proveitos, o Porto e Norte é também uma das regiões em destaque com acréscimos de 12,4% nos proveitos totais, representando mais de 17 milhões euros, mantendo a trajectória de crescimento que, no acumulado desde o início do ano, registou uma subida de 14,1%, correspondendo a um aumento de 112 milhões de euros.

Destaque, ainda, para o desempenho do município do Porto, que regista em termos nacionais 6,1% das dormidas totais em setembro e 6,2% do total desde o início do ano. Os não residentes representam 83,3% das dormidas registadas no conjunto dos primeiros nove meses de 2019.