COMPARTILHE

Tem o nome de Tourism International Academy (T.I.A.) e assume-se como o “mais ambicioso projecto de formação em Turismo” e vai estar localizado no Estoril, mais precisamente através da requalificação do campus da Escola do Turismo de Portugal e da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

A T.I.A. resulta de um protocolo assinado entre o Secretário-geral da Organização Mundial do Turismo e as duas escolas em funcionamento (Escola do Turismo de Portugal e ESHTE). A sua criação permitirá integrar “um espaço para incubação de empresas do sector, o Instituto de Formação Turística de Macau (IFT), um hotel de aplicação e uma residência com capacidade para receber 150 estudantes”. O concurso público para a concessão desta última foi lançado ontem.

Trata-se de um investimento de 24 milhões de euros, dos quais 40% são capitais privados. Em termos de áreas a T.I.A. terá 21 mil metros quadrados totalmente dedicados à formação de Turismo em Portugal, sendo que esta “cobre todas as áreas da formação, desde o ensino técnico profissional até programas de executivos”. Para tal será renovado o edifício escolar actual, que receberá equipamentos capazes de dar resposta às novas necessidades de formação. As escolas, quer a Escola do Turismo de Portugal-Estoril e outras escolas internacionais, como a IFT Macau, ficarão alocadas em sete mil metros quadrados de espaço. Está igualmente prevista a recuperação de um edifício devoluto com 1.500 metros quadrados, que será utilizado para espaços de coworking.

A apresentação da T.I.A. contou com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que afirmou que “este projecto é fundamental para qualificar recursos humanos no Turismo e afirmar Portugal como país de referência, também na formação turística. Teremos como parceiros chave a OMT e o Instituto de Formação Turística de Macau, criando pontes para a capacitação de pessoas de todo o mundo. Por outro lado, o projecto é aberto às empresas de Turismo que queiram participar para aproximar a resposta da formação às necessidades da procura”.

Já Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal referiu que “considerando a localização estratégica do campus, a aposta na formação como grande desafio do setor, a promoção de Portugal como destino para estudantes e o posicionamento do nosso país como hub internacional para o desenvolvimento de novos projectos em Turismo, entendemos que este é o momento certo para que o projeto Tourism International Academy seja dinamizado”.

O projecto conta ainda com o envolvimento de várias entidades públicas e privadas, entre as quais, a Universidade NOVA de Lisboa; CITUR; Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril e Turismo de Portugal, para além de grupos privados como o Grupo Pestana, PortoBay, Vila Galé, Hoti, Martinhal, Vip, entre outros.