COMPARTILHE

Público:

– “Centros de emprego cortaram o subsídio a 3932 desempregados”

– “Eleições em Israel: A batalha de Netanyahu por um lugar na história”

– “Brexit: May em Paris e Berlim em luta por nova data”

– “Maçonaria: Como Manuela Eanes conseguiu abrir uma guerra no Grande Oriente Lusitano”

– “António Vaz Carneiro em entrevista: Médico diz que não faz sentido fazer check-ups anuais. Ele não faz”

– “SIRESP: Partidos pressionam Governo a dar as informações”

– “Secretário de Estado defende pergunta sobre origem étnica”

– “Europa à espera de sinais de mudança vindos de Pequim”

Jornal i:

– “Lobistas vão ser obrigados a revelar cliente”

– “Há quatro mil pessoas em Lisboa que vivem em casas sem instalação de banho”

– “Cães dão novas pistas para diagnóstico do cancro”

– “Famílias: Partido Socialista quer discutir alteração à lei até às férias”

– “André Ventura muda nome da coligação. Vai chamar-se Europa Chega”

– “SEF: Mais 68 inspetores ‘é um sinal mas não é suficiente’ reclama sindicato”

– “TdC diz que reforma das finanças públicas ficou ‘muito aquém do previsto’”

– “Na capital há árvores a conquistarem espaço às estradas”

Jornal de Notícias:

– “Salário dos gestores são 52 vezes superiores aos dos funcionários”

– “[Porto-Liverpool] É possível”

– “VAR: Decisões no Feirense-Benfica voltam a deixar Bruno Paixão em risco”

– “Júlia Palha: Um novo amor sem internet”

– “Restauro português conquista o mundo”

– “Incêndios: Morreram 28 pessoas em casa nos últimos meses”

– “Um quarto dos alunos com deficiência não termina o curso superior”

– “Regiões: Rui Moreira propõe revisão da Constituição”

– “Campanha: CNE adverte autarca por publicação no Facebook”

– “Reportagem: Militares de Gaia e Guarda resistem da Beira”

– “Porto: Estádio Universitário ganha dois relvados”

Negócios:

– “BES pede 14 milhões [de euros] a ex-administradores”

– “Ageas avalia Tranquilidade mas recusa pagar ‘preço louco’”

– “O mistério dos trabalhadores independentes desaparecidos”

– “Matérias-Primas: Petróleo está acima dos 70 dólares. Pode chegar aos 80?”

– “Energia: Elétricas terão recebido 3,4 mil milhões [de euros] a mais, diz relatório preliminar”