Início B2 Termas do Centro: ‘geocaching’ para captar visitantes

Termas do Centro: ‘geocaching’ para captar visitantes

A criação da rede de ‘geocaching’ inserida no ciclo de animação em rede “Viva Termas Centro”, promovido pela rede Termas Centro nas suas estâncias termais, visa estimular a deslocação de novas pessoas às estâncias termais, logo que seja possível circular em segurança. Quem o anuncia é a rede de Termas Centro (Associação das Termas de Portugal – Delegação Centro), destacando que a primeira fase da instalação de um conjunto de ‘geocaches’ no território das 20 estâncias termais que a compõem.

Refira-se que quando a rede de ‘geocaching’ estiver completa terá disponíveis 50 ‘geocaches’ para os adeptos desta ‘caça ao tesouro’, que atrai cada vez mais entusiastas.

As primeiras ‘geocaches’ foram colocadas em locais estratégicos de cinco estâncias das Termas Centro no distrito de Viseu (Alcafache, Carvalhal, Felgueira, Sangemil e São Pedro do Sul) e seguem-se os distritos de Aveiro, Coimbra e Leiria.

O ‘geocaching’ é uma actividade recreativa ao ar livre, feita em família, ou isoladamente, e que consiste em encontrar objectos georreferenciados (‘geocaches’), que estão escondidos em locais públicos.

O consórcio Termas Centro é formado por um total de 20 estâncias termais: Alcafache, Almeida – Fonte Santa, de Águas – Penamacor, do Bicanho, Caldas da Felgueira, Caldas da Rainha, do Carvalhal, da Curia, do Cró, da Ladeira de Envendos, de Longroiva, do Luso, de Manteigas, de Monfortinho, da Piedade, de Sangemil, de São Pedro do Sul, de Unhais da Serra, de Vale da Mó e do Vimeiro.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter