COMPARTILHE

Cantanhede, Figueira da Foz e Mira são os concelhos incluídos num projecto que a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra vai apresentar na próxima quarta-feira, em Lisboa, para promover a prática do surf em praias pouco frequentadas.

O projecto “Surf no crowd” (“Surf sem multidões”) pretende projectar estas praias do Litoral Centro como destino dos praticantes da modalidade, promovendo o surf como estilo de vida entre família e amigos, segundo a CIM

Numa primeira fase da iniciativa, serão investidos mais de 100 mil euros, designadamente na colocação de sinalética e na campanha de promoção do “Surf no crowd”, a fim de “posicionar as praias e as condições naturais” da região a nível nacional e internacional.

Esta aposta no chamado “surf friendly” (“surf amigável”) faz parte de um projecto global de promoção de um conjunto de produtos turísticos que são de todos, que abrange ainda as temáticas históricas da romanização e das invasões francesas, os percursos naturais e as redes cicláveis, entre outros.

Com este objectivo e num período de dois anos que termina em abril de 2020, a CIM, com apoio de fundos europeus, investe ao todo mais de um milhões e meio de euros para estruturar os produtos turísticos integrados nos 19 municípios que constituem a Região de Coimbra.

A apresentação pública do “Surf no Crowd” realiza-se em Lisboa, no dia 14 de agosto, e estarão presentes a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e o presidente da Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, entre outros.