Início Opção Turismo Solférias diz que Maldivas é rainha da programação regular

Solférias diz que Maldivas é rainha da programação regular

Sem dar números, uma vez que é um programa dinâmico, o director-geral da Solférias, Nuno Mateus, confirmou ao Opção Turismo, que as Maldivas estão a liderar as vendas no que diz respeito à sua operação regular.

De acordo com Nuno Mateus, o destino está a contrariar toda a lógica de proximidade que era expectável ainda este ano devido à pandemia da Covi-19. Por um lado, porque é caro fazer férias nas Maldivas, por outro porque não existem voos directos de Portugal, sendo necessário viajar via Dubai ou Istambul, e agora por Madrid, já que a Iberia também apostou no arquipélago.

A segurança sanitária nas Maldivas e a qualidade dos seus empreendimentos turísticos, bem como o facto de estarem a ser vacinados todos os trabalhadores ligados ao turismo é um caso de sucesso, realçou o director-geral da Solférias.

Por ser umas férias que podem custar entre 1.500 euros a 20 mil euros, o facto de as Maldivas exigirem teste contra a Covid-19 à chegada o preço será deste será sempre irrelevante para quem quer viajar para aquele destino, o que já não acontece em relação ao Norte de África.

Neste sentido, os operadores turísticos cancelaram a sua operação charter para a Tunísia e Marrocos este Verão, à partida de Lisboa e do Porto, e a própria Solférias já não vai realizar os voos para o Egipto, designadamente para Hurghada.

– Os preços dos testes para uma família estoiram os valores dos pacotes que estão a ser comercializados para estes destinos. Para estes destinos, os preços com os testes são impactantes, disse Nuno Mateus que confirma as operações de Verão estarão canceladas para já, embora estejam a ser comercializados pacotes em voos regulares da TAP à partida de Lisboa com lugares garantidos e possibilidade de ligações de outros aeroportos nacionais. A TAP tem previsto inaugurar no início de Julho as suas rotas de Lisboa para Oujda (Saïdia) e Agadir, em Marrocos, e para Djerba e Monastir, na Tunísia.

Refira-se que o operador turístico Solférias e os seus parceiros nas operações de Verão para a Tunísia (Monastir e Djerba) e Marrocos Saidia), incluindo Jade Travel, Soltrópico, Sonhando, Abreu e Viajar Tours, cancelaram os voos charter para estes destinos.

A incerteza sobre a possibilidade de viajar, devido às restrições impostas para conter a pandemia da Covid-19, reflecte-se num claro retrocesso nos processos de reserva, com o regresso ao last minute por oposição ao planeamento antecipado que era a tendência dos últimos anos, explicou a Solférias, que acrescenta que esta tendência tem um impacto claro nas operações em voos especiais, muito mais adaptadas a situações de procura e reserva antecipada.

Os voos charter para Saïdia tinham sido contratados em parceria pelos operadores Solférias, Abreu, Soltrópico e Viajar Tours, enquanto os charters para Djerba e Monastir contavam com a parceria da Jade Travel, Solférias, Soltrópico, Sonhando, Viagens Abreu e Viajar Tours.

Também a Solférias cancelou a operação charter de Verão para Hurghada, no Egipto, depois de analisar o ritmo de procura e concluir que não estão reunidas as condições para a realizar, garantindo, contudo, programas com voos regulares com a Turkish Airlines, via Istambul, e Lufthansa, via Munique, entre outras companhias aéreas.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here