Início B1 Selo “Ready and Safe” marca a recuperação do turismo na Tunísia

Selo “Ready and Safe” marca a recuperação do turismo na Tunísia

COMPARTILHE

Tal como Portugal, a Tunísia não baixou a guarda. E, nesse sentido, logo que foi detectado o primeiro caso de coronavírus, a Tunísia implementou uma estratégia rigorosa para conter a disseminação do covid-19.

Assim, entre outras medidas adoptadas na estratégia de contenção, apostou no uso de tecnologias modernas para limitar o contágio, a desinfeção extensa e contínua, os testes extensos, até a designação de equipas de pesquisa científica na área da cooperação internacional à procura de uma vacina.

Como resultado, a Tunísia não regista nenhuma morte pelo vírus desde o passado dia 5 de Maio.

No entanto, a Tunísia continuou a sua luta contra a pandemia e o país está a viver um plano de desconfinamento progressivo, em três fases, que termina no próximo dia 14 de Junho de 2020.

A partir do dia 5 de Junho, que corresponde à última fase de desconfinamento, os hotéis, restaurantes e bares abrirão para operar com 50% da sua capacidade.

Nesta perspectiva, e com o objectivo de tranquilizar os residentes e futuros viajantes perante a recuperação, o Ministério do Turismo da Tunísia criou um selo de confiança “Ready and Safe”.

Este selo é obrigatório para todos os profissionais do turismo na Tunísia e será emitido pelas autoridades após um rigoroso cumprimento do Protocolo Sanitário do Turismo da Tunísia (PSST), que foi elaborado de acordo com as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde

Neste contexto de retoma da actividade turística internacional, a Tunísia anuncia a restauração da mobilidade em todo o território, a partir de hoje, 4 de Junho de 2020, e a reabertura das fronteiras da Tunísia, no dia 27 de Junho de 2020.

Recorde-se que, entre outros, os operadores turísticos portugueses Solférias e Sonhando já anunciaram programas para o destino Tunísia.

Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook