Início destaque Riviera Hotel: Os bons tempos podem voltar a Março/Abril de 2022

Riviera Hotel: Os bons tempos podem voltar a Março/Abril de 2022

Embora ainda faltem poucos dias para o final do mês, Setembro vai ser o melhor mês desde o início da pandemia. Quem o afirma é Noel Cavaco Dias, director-geral do Riviera Hotel Carcavelos, unidade de 4 estrelas da Costa do Estoril/Cascais, acrescentando que deverão fechar o ano, em termos de ocupação/quarto com uma percentagem muito próxima dos 38%.

Em boa verdade, refira-se que os primeiros seis meses do ano foram muito fracos para o Riviera Hotel. Contudo, as coisas começaram a “animar” a partir de Junho/Julho.

No entanto, ainda faltam três meses para o final do ano, meses habitualmente fracos, que farão certamente descer a ocupação média quarto para os cerca de 36%.

Refira-se, a propósito, que em anos normais, o ano fechava com ocupações médias de mais de 70%.

O director-geral do Riviera Hotel considera que 2021 foi um ano muito difícil mesmo comparando-o com o anterior. E isso foi também sentido no “desenhar” das previsões do orçamento anual. Mas, mesmo assim, esse orçamento foi ligeiramente superior ao de 2020. Contudo, parece que as metas propostas talvez não irão ser atingidas.

Até Maio havia muita confusão quanto ao que se podia ou não fazer. Havia mesmo uma indefinição quanto às leis, sempre a mudarem, causando situações ”stressantes” para quem vende e para quem quer comprar.

Todavia, a partir de Junho/Julho as pessoas fartaram-se das muitas regras, ganharam coragem e foram avançando cuidadosamente. Pelo menos, é essa a ideia geral que reinou entre muitos profissionais ligados à hotelaria e restauração.

Noel Dias, ainda em relação ao presente ano, destaca que já a partir de Março, as coisas começaram a estabilizar, a dar um muito ténue sinal de recuperação com as pessoas a poderem viajar e as empresas a começarem as suas formações e reuniões.
Isso notou-se pelas consultas que o hotel teve, quer de clientes individuais, quer de empresas.

Uma situação que, segundo o director-geral, o leva a concluir que passado o período de Inverno, que é sempre uma época baixa, há uma possibilidade de, a partir de Março/Abril de 2022, o Riviera Hotel começar a ter números muito próximos do período pré-pandemia, embora 2019 tenha sempre o melhor ano de sempre.

bsh

O Riviera Hotel tem mantido, desde o início do presente ano, uma boa e activa comunicação com os seus clientes, muito embora não se tenha vendido, em 2020, o Natal e o Fim de Ano, como foi sempre tradição do hotel, explica Noel Dias que se mostra optimista quanto ao desenrolar dos últimos três meses de 2021.

Este ano e já em Setembro começaram a haver alguns pedidos e consultas para os jantares de Natal das empresas. Temos também boas perspectivas para o Natal, com a realização do habitual Jantar da Consoada (24) e, no dia 25, o Almoço de Natal. Iremos também fazer o Jantar de Fim de Ano e o tradicional ‘buffet’ de Ano Novo. No entanto, não estamos a pensar num réveillon.

Tal como consta no Plano Comercial de F&B, a que tivemos acesso, para além dos eventos já referidos, vão continuar os Family Brunch Riviera, aos domingos, já considerados com um ex-libris do hotel.

Numa breve análise ao ano, o nosso entrevistado considera que as contantes alterações governamentais que as unidades hoteleiras sofreram quinzenalmente, nomeadamente ao longo de 2020, sobre o que se podia ou não fazer, são as grandes responsáveis da perda de muitos negócios e clientes.

As pessoas queriam sair de casa mas sentiam-se inibidas não só com essas frequentes medidas do pode-não-pode mas também com as muitas notícias vindas a lume sobre as mortes, internamentos, cercas sanitárias, etc.

A terminar, Noel Cavaco Dias revela que apesar de tudo, as receitas aumentaram em 2021.

Por um lado, houve um ligeiro aumento nos preços do alojamento; por outro, o número de clientes individuais aumentou em detrimento dos grupos, cujo preço/cliente é menor.

Luís de Magalhães



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter