Rita Marques: BTL é o espaço de reencontro do turismo

A BTL é sobretudo um espaço de reencontro, volvidos estes dois anos muito sofridos no que ao setor diz respeito e, portanto, as nossas expectativas são grandes, afirmou Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, aquando da sua visita à Bolsa de Turismo de Lisboa que ontem começou no Parque das Nações.

A secretária de Estado do Turismo, a 32.ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que que acontece após uma interrupção de dois anos devido à pandemia, salientou que o facto de estarem presentes muitas empresas que estiveram em edições anteriores, significa que continuam a funcionar ainda que em circunstâncias difíceis.

A mensagem positiva que queremos projetar na BTL passa, sobretudo, por dar nota de que a cadeia de valor do sector do turismo está viva, está disponível e tem todas as condições para acolher a procura, assim que ela surja, disse Rita Marques, destacando algumas novidades desta edição, com destaque para o turismo literário e as iniciativas relativas à inovação no sector.

A responsável pela pasta do Turismo também realçou o facto de os empresários, ainda fragilizados, enfrentarem agora novas dificuldades, devido à subida dos preços da energia, matérias-primas e bens alimentares, na sequência do conflito na Ucrânia.

Até o momento, não temos evidência que essa escalada de preços esteja já a ocorrer, portanto, estamos à espera que ocorra, mas, nesta altura, ainda não é uma realidade, frisou a secretária de Estado do Turismo.