Início Opção Turismo Revive: recuperação do Mosteiro de Arouca já começou

Revive: recuperação do Mosteiro de Arouca já começou

O imóvel será convertido num hotel de 5 estrelas, com 56 quartos, Spa, piscina interior e exterior e corte de padel, contando também com um restaurante, num investimento global na ordem dos 5,9 milhões de euros.

Com o lançamento da primeira pedra, inicia-se formalmente a obra de recuperação da ala Sul do Mosteiro de Arouca, concessionada por 50 anos à sociedade Mesquita de Sousa Hotels & Resorts, Lda., na sequência de um concurso público lançado ao abrigo do Programa Revive.

O concessionário e a Câmara Municipal de Arouca assinalaram o momento, esta quinta-feira, com uma cerimónia presidida pela secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e que contou com a presença, entre outros, de representantes dos vários organismos envolvidos no programa.

Para o Governo, a concessão da ala Sul do Mosteiro de Arouca e o início da obra de conversão deste espaço representam o início de uma nova vida deste imóvel e da vila de Arouca, permitindo não só a reabilitação deste património, mas também a sua valorização e devolução à comunidade.

O Mosteiro de Arouca foi fundado no século XII pela Ordem de Cister, tendo-se tornado relevante depois de a efémera rainha de Castela, D. Mafalda, filha do rei D. Sancho I de Portugal, lá ter vivido entre 1220 e 1256 (estando lá sepultada). Está na posse do Estado desde 1834. Nos últimos anos o Mosteiro teve utilizações diversas.

Refira-se que o Revive é uma iniciativa dos Ministérios da Economia, da Cultura e das Finanças, que conta com a colaboração das autarquias locais e a coordenação do Turismo de Portugal, e pretende recuperar e valorizar património público devoluto. O programa integra actualmente 51 imóveis, 23 dos quais em territórios de baixa densidade.

Até à data já foi adjudicada a concessão de 19 imóveis representando mais de 144 milhões de euros de investimento privado na recuperação de património público e rendas anuais na ordem dos 2,4 milhões de euros.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter