COMPARTILHE

A humanidade atingiu no passado dia 29 de julho o limite de consumo sustentável de recursos regeneráveis disponíveis neste ano.

A data, chamada de Dia da Sobrecarga da Terra, é calculada desde 1970 pela GFN (Global Footprint Network) e chegou três dias mais cedo do que em 2018.

A instituição sugere possibilidade de inverter o cenário realizando acções e atitudes mais ecológicas. Para os hotéis, existem várias maneiras de contribuir para um mundo sustentável.

A cada ano, a população mundial consome cada vez mais, e cada vez mais rápido, esses recursos.

Em 1971, primeiro ano de sobreconsumo global, a data foi em 21 de dezembro. Para chegar a essa data, a GFN parte de uma média global. Alguns países, por sua cultura, quantidade de recursos naturais e desenvolvimento, consomem mais rápido do que outros.

Segundo cálculo, o Catar, por exemplo, teria chegado em sua data limite nos primeiros 42 dias do ano. Os Estados Unidos esgotaram seus recursos no dia 15 de março, enquanto a Alemanha em 3 de maio. No caso do Brasil, será neste 31 de julho.

Os efeitos desse consumo desenfreado são cada vez mais visíveis. Segundo a GFN, o uso insustentável de recursos pode ser notado por meio do desmatamento, da erosão do solo, da perda de biodiversidade ou do aumento do CO² na atmosfera terrestre.

Contudo, a avaliação da GFN não é de todo pessimista. Segundo a organização, se o Dia da Sobrecarga fosse adiado cinco dias por ano, até 2050, o consumo global poderia se igualar aos recursos disponíveis no planeta. Para isso, porém, é necessário uma forte redução no consumo, além da implementação de práticas mais sustentáveis. Substituir, por exemplo, 50% do consumo de carne por comida vegetariana iria mudar data da sobrecarga em 15 dias. Sendo 10 dias somente pela redução das emissões de metano pelo gado.

Para a hotelaria, adoptar um estilo de consumo mais sustentável não só melhora a pegada ecológica do planeta, como torna o empreendimento mais atraente para gerações mais novas.

Divulgada recentemente, pesquisa da Booking.com sobre os hábitos de consumo da geração Z deixa isso latente. Com esse intuito, o site Lodging Econometrics separou cinco dicas para incluir “sustentabilidade” como uma das prioridades do seu empreendimento.

LM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here