Início B1 Receitas turísticas em Portugal deverão chegar aos 18 mil milhões de euros...

Receitas turísticas em Portugal deverão chegar aos 18 mil milhões de euros em 2019

COMPARTILHE

No dia em que saíram os resultados da actividade turística referentes ao mês de Novembro de 2019, a secretária de Estado do Turismo disse que o Governo espera alcança 27 milhões de hóspedes, num total de 70,2 milhões de dormidas, e 18,1 mil milhões de euros em receitas turísticas no conjunto do ano passado. A confirmarem-se estes dados, trata-se de novos recordes em todos os indicadores.

A estimativa foi apresentada, esta quarta-feira (15 de Janeiro), por Rita Marques, que falava na qualidade de convidada dos almaços mensais da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), com os seus associados.

A governante destacou que estes indicadores são um bom argumento para quem acha que ainda é preciso afirmar o turismo como maior se tor exportador da economia português, para revelar que em todos os mercados temos tido uma evolução genericamente positiva. Não assistindo à taxa de crescimento verificada em 2017, a verdade é que conseguimos em 2019 – estimamos nós – poder suplantar o ano de 2018, que foi já um ano bom, e que era advogado por muitos como um ano de contraciclo.

Assinalando que “por cada cinco euros de receita gerada em Portugal, um euro é do turismo”, a secretária de Estado do Turismo sublinhou que os objectivos para 2020 são o crescimento de 3,5% nas dormidas de estrangeiros na hotelaria e a redução da sazonalidade para 36,2% (-0,20%).

Quando se referia aos desafios para o futuro, Rita Marques destacou o reforço das rotas aéreas, a qualificação dos recursos humanos no sector, a promoção turística internacional, a digitalização do destino e a estruturação de novos produtos, como o enoturismo, o turismo literário, o turismo LGBTQI e o turismo desportivo.

Sobre o apoio a novas rotas aéreas para Portugal, Rita Marques destacou que o Governo, vai dotar o Programa VIP de mais 10 milhões de euros, mas o objectivo é que elas sejam cada vais mais sustentáveis ao nível do load factor. Da mesma forma, garantiu que está a estudar com outros ministérios no sentido de criação de maior mobilidade dentro do país, quer ao nível rodoviário, permitindo uma maior circulação de turistas, como do novos investimentos no que toda à ferrovia.

Quanto à nova estratégia de promoção turística, o destaque da SET vai no sentido do reforço da operação digital, e para além dos mercados até agora considerados prioritários, os olhos vão ser postos em novos mercados, de preferência longínquos, como Índia, Coreia do Sul e Japão, mas também com acções de actuação selectiva na Austrália e Sudeste Asiático.

A qualificação dos recursos humanos e a valorização dos profissionais do turismo foram outros assuntos abordados, durante a sua intervenção. Neste quadro, Rira Marques está a trabalhar com os ministérios da Administração Interna, e do Trabalho, para a resolução rápida das questões de visto, uma vez que neste momento, a solução passa também pela importação de mão-de-obra estrangeira.

A única preocupação da secretária de Estado do Turismo foi a Madeira, cujos resultados não têm sido propriamente animadores, com todos os indicadores até ao momento conhecidos, a darem sinais de quebras sucessivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here