Cada vez mais, quando alguém viaja de avião, pode escolher os serviços pelos quais quere pagar ou não, o volume de bagagem, o melhor assento ou prioridade de embarque parece para alguns serem serviços muito compreensíveis antes do embarque e uma vez a bordo, melhor comida ou maior espaço para as pernas, etc.

Mas, pagariam os portugueses por outro tipo de serviços?

Segundo a Jetcost, 32% dos portugueses pagaria para ter um espaço reservado para ter relações íntimas com os seus parceiros. Isto, segundo um estudo feito a 3.000 pessoas (500 de cada nacionalidade: ingleses, espanhóis, italianos, alemães, portugueses e franceses) maiores de 18 anos e tivessem viajado pelo menos uma vez, nos últimos doze meses.

Inicialmente, foi perguntado a todos os entrevistados quais serviços estariam dispostos a pagar mais quando viajassem de avião e as respostas mais comuns foram:

1. Mais espaço para as pernas – 69%
2. Melhor comida – 63%
3. Serviço de infantário para as crianças – 43%
4. Barra livre álcool – 40%
5. Tablet ou consola de jogos com jogos – 35%
6. Espaço reservado para intimidade com os seus pares – 32%
7. Serviço de massagem – 24%
8. Animação a bordo – 18%
9. Espaço para dormir – 17%
10. Videoclube à escolha – 14%
11. Serviço de cabeleireiro e manicure – 11%
12. Maior variedade de produtos na loja a bordo – 8%

A todos os entrevistados que participaram na pesquisa também lhes foi perguntado dizer quais foram os maiores inconvenientes ao viajar de avião. As principais respostas foram: falta de espaço (76%), Companheiros de voo irritantes (65%) e tédio (59%). Inclusive 19% dos entrevistados disse que o que mais os incomodava era estar trancado com crianças de outra família.

No que diz respeito aos resultados a nível europeu, os portugueses são os quartos europeus que mostram mais fogosidade quando viajam e pagariam para ter um espaço reservado para ter relações íntimas.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter