Início VIP Portugueses não farão planos de viagens até que a situação volte à...

Portugueses não farão planos de viagens até que a situação volte à normalidade (estudo)

COMPARTILHE

Segundo um estudo da GfK Portugal, apresentado pelo director-geral, António Salvador, um terço dos portugueses tem planos para férias, mas metade admite alterar.

Uma das principais conclusões do estudo é de que os portugueses têm a saúde em geral e o vírus, em particular, como principal preocupação, a par de elevados receios em relação à economia e ao desemprego, disse António Salvador aquando da web conferência sobre os indicadores de mudança nos hábitos dos consumidores e os dados de negócio no mercado de bens tecnológicos em período de pandemia de covid-19.

O estudo realizado em meados de abril, teve por base 1.044 entrevistas online, sobre o impacto da covid-19 no consumidor hoje.

No que respeita a viagens, o director-geral da GfK Portugal salientou que a esmagadora maioria dos inquiridos não tinha grandes planos de viagem e para os que tinham, curiosamente, a percentagem de cancelamentos é sempre superior à de não cancelamentos.

Já no que concerne às férias de Verão, diz que cerca de um terço já têm planos, mas, deste terço, cerca de metade estão a pensar em alterar.

Sobre os sítios de férias para onde pretendem ir, a maioria responde costa portuguesa, um país europeu, interior de Portugal, Açores e Madeira, sendo que os destinos mais longínquos são preteridos pelos mais próximos.

Foi ainda dito na web conferência que 75% afirma que não fará planos de viagens até que a situação volte à normalidade no país.

Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook