Início VIP Portugal vai continuar a receber investimentos no sector hoteleiro

Portugal vai continuar a receber investimentos no sector hoteleiro

Não existe qualquer erro ou dúvida se afirmarmos que 2020 é um ano atípico para o Turismo em Portugal.

Apesar do Verão ter dinamizado – embora muito longe do esperado – o mercado hoteleiro em Portugal, não foi o suficiente para reestabelecer os níveis de receitas perdidas face ao ano de 2019. No entanto, é expectável que o sector vá recuperando por forma a apresentar valores próximos dos habituais no decorrer de 2021.

De acordo com os dados do Turismo de Portugal, a oferta de unidades hoteleiras este ano regista um aumento de 47 novos estabelecimentos, acrescentando no mercado nacional um total de mais de 3.178 quartos.

Apesar de tudo, recorde-se, várias inaugurações previstas na Primavera foram adiadas. O positivo foi que muitos hotéis aproveitaram este tempo para fazerem renovações ou melhorias nas suas infraestruturas.

No entanto, registe-se algumas aberturas ou reaberturas ao longo do primeiro semestre de 2020, como por exemplo, a inauguração de dois hotéis do grupo Vila Galé – Vila Galé Serra da Estrela e o Vila Galé Collection Alter Real -, o Ibis Porto no mercado do Bolhão (Grupo Accor), o Wyndham Grand Algarve e o Selina Peniche.

No que concerne aos projectos em pipeline, estão projetados mais de 190 hotéis até 2022, embora alguns possam atrasar o arranque e/ou o licenciamento.

Em termos de investimento, destaque-se aquele que envolveu cerca de 300 milhões de euros na aquisição de um portefólio de hotéis da cadeia hoteleira Hotéis Real e também o negócio do Hotel Lake Resort, em Vilamoura.

Com estes cenários, a expectativa é que Portugal continue a receber investimento no sector hoteleiro, continuando a ser percecionado como uma boa aposta no médio/longo prazo.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter