Início B1 Portugal tem plano de retoma para o turismo

Portugal tem plano de retoma para o turismo

Um dos eixos basilares da estratégia de promoção turística para 2021 é a sustentabilidade, ao incorporar ações e iniciativas que respondem ao desígnio de criar um turismo responsável e que reflete os objetivos para o desenvolvimento sustentável, é parte da nota divulgada pelo Governo, na sequência da apresentação feita pelo Turismo de Portugal ao Conselho Estratégico para a Promoção Turística Externa (CEPT). Trata-se de um plano de retoma para a promoção do sector, apoiado na sustentabilidade e digitalização.

Neste sentido e no âmbito de uma comunicação focada na mudança de paradigma da procura e com o objectivo de reforçar a percepção de destino sustentável, foi já lançado um desafio aos principais mercados emissores, intitulado #CantSkipTomorrow.

Tal como o Opção Turismo noticiou na sua edição de ontem (13), o plano contempla não só o reforço da digitalização da atividade promocional, expresso designadamente num maior alinhamento na utilização de tecnologia entre as Agências Regionais de Promoção Turística (ARPT’s) e o Turismo de Portugal como também a amplificação do ecossistema de conteúdos partilhados nas plataformas digitais.

A mesma nota difundida pelo Governo destaca que o plano de retoma para 2021 apresenta ainda como prioridades a reposição da conectividade aérea, o estímulo à operação turística, a criação de oferta comercial de produtos turísticos diferenciados que promovam a coesão territorial e a capacitação do ‘trade’ nacional e internacional.

O ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, na sua intervenção afirmou que em 2021, as prioridades passarão por promover a articulação com as empresas e o alinhamento com e entre os destinos regionais, bem como por assegurar o acompanhamento em permanência dos mercados, com agilidade, flexibilidade, cooperação e rapidez para dar resposta às oportunidades que se venham a verificar na procura e na operação turística.

Por sua vez, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, destacou a flexibilidade de uma estratégia que se adapta à procura e às tendências de viagem das pessoas e que é, em simultâneo, uma plataforma de marca consciente, consequente com os seus valores, nomeadamente a sustentabilidade, e que visa contribuir para o bem de todos.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here