Início Destaques Portugal e Espanha reabrem hoje fronteiras terrestres com honras de Estado

Portugal e Espanha reabrem hoje fronteiras terrestres com honras de Estado

COMPARTILHE

Portugal e Espanha assinalam hoje a reabertura das fronteiras com honras de Estado. Participam na cerimónia o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Rei de Espanha, Filipe VI, para além de outras entidades governamentais portuguesas e espanholas.

As cerimónias, ao mais alto nível, decorrerão em Badajoz e Elvas, com especial simbolismo político, juntando também os chefes de Estado e de Governo dos dois países ibéricos.
A fronteira terrestre luso-espanhola esteve encerrada 3 meses devido à pandemia da Covid-19, com pontos de passagem exclusivamente destinados ao transporte de mercadorias e a trabalhadores transfronteiriços.

Horas depois da reabertura, hoje de manhã, terão lugar as cerimónias oficiais, com a participação do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, do rei de Espanha, Felipe VI, do primeiro-ministro português, António Costa, e do chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, primeiro, em Badajoz, e depois em Elvas.

De acordo com o programa divulgado, pelas 09h30 de Portugal (10h30 em Espanha) haverá uma cerimónia no Museu Arqueológico de Badajoz, em que serão executados os hinos dos dois países e haverá uma fotografia de família. Quinze minutos mais tarde, decorrerá uma cerimónia semelhante, no Castelo de Elvas.

A ministra da Indústria, Comércio e Turismo espanhola, Reyes Maroto, começou por anunciar a reabertura das fronteiras com Portugal para o dia 22 de Junho, anúncio a que o Governo português reagiu com surpresa, tendo sido depois acertado o dia 01 de Julho.

Portugal vai seguir as directrizes da Comissão Europeia, que é contra a restrição discriminatória de viajantes que circulem no interior da União Europeia, e as autoridades espanholas já revelaram que a partir da abertura de fronteiras, só haverá controlos nos aeroportos, não na fronteira terrestre.

Espanha entrou às 0:00 de dia 21 de Junho, na chamada ‘nova normalidade’, com o fim dos entraves à deslocação de pessoas em todo o território e a abertura das fronteiras com os países europeus (Schengen) com a excepção de Portugal, a pedido de Lisboa.

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter