Início B1 Portugal avança mais um passo no desconfinamento

Portugal avança mais um passo no desconfinamento

O Primeiro-Ministro, António Costa, anunciou esta quarta-feira que o país vai poder dar mais um passo no desconfinamento, já que 93% da população com mais de 60 anos – faixa etária em que se concentraram situações de mortalidade e doença grave – já tem pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

O Chefe do Executivo explicou as alterações à forma como a matriz de risco é aplicada aos concelhos de baixa e de alta densidade e novas medidas de desconfinamento para o Verão a serem aplicadas a partir de 14 e 28 de Junho. Vai continuar a ser obrigatório usar máscara na maioria das situações. As novas medidas serão sujeitas a revisão semanal, avisou António Costa.

Assim, a parti do dia 14 deste mês, os restaurantes, cafés e pastelarias mantém o máximo de 6 pessoas no interior ou 10 pessoas em esplanadas, mas têm até à meia-noite para admissão e 1h00 para encerramento. Por outro lado os espectáculos culturais passam a poder ocorrer até à meia-noite, sendo que as salas de espectáculos terão de respeitar lotação a 50% e, fora delas serão necessários lugares marcados e com regras a definir pela DGS.

Estas medidas vigorarão durante, pelo menos, os meses de Julho e Agosto, mas António Costa avisou que a situação sanitária será avaliada semana a semana, podendo estas medidas ser revertidas. Segundo o Primeiro-Ministro, foi o avanço da taxa de vacinação sobre a população portuguesa que permitiu esta nova abertura.

Relativamente à possível reabertura dos bares e discotecas, tal não acontecerá. Infelizmente, não entendemos que haja condições para voltarem a abrir até ao final de Agosto e, portanto, mantêm-se essas restrições até ao final de Agosto, afirmou António Costa.

Questionado sobre os apoios aos bares e discotecas, o António Costa referiu que os empresários vão continuar a poder receber ajudas. As regras de apoio obviamente se mantêm para as actividades que se mantêm encerradas, designadamente nas áreas de bar e restauração, frisou.

Em conferência de imprensa após reunião do Conselho de Ministros, António Costa frisou também que, apesar das medidas de desconfinamento, a situação de calamidade vai manter-se em vigor, sublinhando que é necessário ter noção de que a pandemia não desapareceu e que é preciso um esforço para manter a evolução pandémica.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter