COMPARTILHE

O porto do Funchal vai alugar equipamentos de raio-X para efectuar o primeiro ‘turnaround’ de até 1.500 passageiros. Para tal, a Administração dos Portos da Madeira – APRAM vai alugar equipamentos de raios-X para o primeiro ‘turnaround’, com movimentos médios de 1.000 a 1.500 passageiros, a acontecer nos dias 4, 5 e 6 de dezembro próximo, com o navio Mein Schiff Herz.

De referir que se trata-se da primeira experiência de locação, num novo serviço a prestar pelo porto do Funchal no âmbito do ‘turnaround’ e obriga a alterar o contrato programa com o Governo Regional que definia a compra do equipamento.

A operação de ‘turnaround’ é um novo desafio para o porto do Funchal que até agora, tinha a experiência com movimentos até 500 passageiros, em ‘turnaround’ total ou parcial.

Para a operação, a APRAM estima que sejam movimentadas um total de três mil bagagens no embarque e desembarque.

O navio vai acostar preferencialmente no cais 3 e ficará na Madeira 48 horas, devendo chegar às quartas-feiras, às 14h00, e sair às sextas, à mesma hora.

Com este horário serão “apanhados” os voos directos do mercado alemão das quintas-feiras, embora possam existir passageiros que chegarão individualmente e que poderão ficar na Madeira uns dias, antes do embarque ou após o desembarque.

A rota engloba, além da Madeira, as ilhas Canárias e, alternadamente, os Açores e Cabo Verde.

Entre novembro de 2019 e abril de 2020, o navio Mein Schiff Herz vai fazer 13 escalas no porto do Funchal, seis delas em ‘turnaround’ que acontecerão, mais ou menos, de três em três semanas.

Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook