Novembro’21: Mercado interno gerou 1,3 milhões de dormidas

O Instituto Nacional de Estatística (INE), na sua estimativa rápida da actividade turística, revela que o mercado interno contribuiu com 1,3 milhões de dormidas, ou seja, +140,1%, mas os mercados externos (peso de 64,5%), totalizaram 2,3 milhões de dormidas (+486%).

Segundo o INE, comparativamente a Novembro de 2019, observaram-se diminuições quer nas dormidas de residentes (-3,4%), quer nas de não residentes (-16,6%).

No que concerne aos mercados geradores de turismo para Portugal, em Novembro, o mercado alemão representou 15,3% do total de dormidas de não residentes, seguindo-se os mercados britânico (quota de 14,1%), francês (10,2%) e espanhol (10,0%).

Ainda a nível internacional, os principais crescimentos registaram-se nos mercados irlandês (+199,5%), polaco (+170,4%), norte americano (+120,8%) e suíço (+100,7%), enquanto as maiores diminuições se verificaram nos mercados chinês (-63,1%), canadiano (-49,3%), russo (-31,4%) e brasileiro (-22,7%).

Quanto ao mercado nacional e no mesmo mês (Novembro), registaram-se aumentos das dormidas em todas as regiões nacionais, com a Área Metropolitana de Lisboa a concentrar 31,4% das dormidas.