COMPARTILHE

A NH apresentou recentemente os resultados correspondentes ao primeiro semestre do ano, que consolidam a tendência favorável do grupo com um facturamento de 821,5 milhões de euros e um EBITDA de 130,6 milhões de euros. Ou seja, mais  4,6% e 14%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Ramón Aragonés, CEO do NH Hotel Group, destacou que o bom começo do ano continuou durante o segundo trimestre de 2019, que foi caracterizado por uma maior revitalização das receitas devido ao aumento dos preços médios.

O CEO do grupo acrescentou que o aumento no volume de negócios deveu-se à boa evolução da actividade hoteleira em toda a Europa – 17 unidades em Portugal -, e especialmente positiva em Espanha, onde a recuperação de Barcelona contribui para a boa evolução de Madrid.

O RevPAR (renda média por quarto disponível) cresceu em todas as unidades de negócios para um aumento de 5,3%. O preço médio de um quarto passou de 97,7 euros para 102,3 euros neste ano. A ocupação também aumenta 0,5 por cento.