COMPARTILHE

A Air Canada foi multada após alguns passageiros terem reclamado sobre o facto da companhia aérea operar serviços utilizando predominantemente a língua inglesa ao invés da francesa.

De acordo com a Lei de Idiomas Oficiais, o Canadá é um país bilíngue, o que significa que ele é obrigado a oferecer ‘status’ igual aos idiomas inglês e francês nos termos da lei canadense. Assim, todos os seus serviços em aeronaves também devem ser oferecidos nos dois idiomas.

Face a esta situação, a companhia aérea foi condenada a pagar uma multa de cerca de 14.300 euros por negligenciar seu dever para com os francófonos.

A multa da Air Canada será entregue a um casal de língua francesa de Ontário, bem como uma carta de desculpas, depois deles terem reclamado que a Air Canada viola sistematicamente os direitos linguísticos dos francófonos.

O caso foi aberto em 2016, quando Michel e Lynda Thibodeau se encontravam num voo para Montreal e notaram que certas traduções foram omitidas nos sinais. Acrescentaram também que o anúncio do embarque era mais detalhado em inglês.

Documentos oficiais de processo judicial declararam que o casal exigia que a Air Canada fosse responsabilizada por garantir que os avisos nos cintos de segurança e nas saídas de emergência fossem mantidos de acordo com a Lei de Idiomas Oficiais.

Mas este não é o primeiro problema que a Air Canada teve os Thibodeau. A decisão mais recente é apenas uma de uma batalha em andamento pelos direitos dos Thibodeau e seu idioma.

Em 2014, a Suprema Corte decidiu que eles não poderiam processar a companhia aérea por um pedido incorreto de bebidas, depois de terem recebido um ‘Sprite’ após um pedido de um ‘7Up’.

Embora tenham vencido no Tribunal Federal e receberiam €4,10 cada, perderam após apelação da Air Canada no Supremo Tribunal, que decidiu que a companhia aérea apenas lhes pediria desculpas.

Ainda, em 2000, o casal teria pedido um ‘7Up’ em outro voo de Montreal para Ottawa, mas o serviço não foi atendido por funcionários que não falavam francês.

Francamente… não há pachorra!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here