Início Breves Mais de 50% das empresas turísticas na Madeira podem vir a fechar

Mais de 50% das empresas turísticas na Madeira podem vir a fechar

COMPARTILHE

O economista e hoteleiro madeirense, André Barreto, está preocupado com a sobrevivência das empresas directa ou indirectamente ligadas aos sectores da hotelaria e turismo na Madeira, considerando que há o forte risco de mais de 50% virem a encerrar.

– Temo que possa ser até superior a isso. Vai disparar o desemprego. Os custos que o Estado terá com esta situação serão significativamente superiores e receio mesmo que estejamos a caminhar para uma situação trágica, alertou André Barreto, que falava aos jornalistas à margem do ciclo de reuniões ‘Ouvir para decidir’, do Conselho Consultivo de Economia da Madeira, que esta segunda-feira ficou-se sobre a temática do turismo, sessão que não esqueceu o caso do mercado inglês impedido de viajar para Portugal.

Por outro lado, o empresário, citado pela imprensa madeirense, pediu ainda que sejam criados novos mecanismos de apoio às empresas, para além das linhas de crédito. Às empresas, foi-lhes pedido que substituíssem receita por dívida futura. É um empurrar do problema com a barriga. Mais cedo ou mais tarde, não tendo receita, nós vamos ter de pagar esta despesa, nomeadamente os financiamentos que alguns conseguiram obter.

André Barreto lembrou que esta questão não é sentida apenas pelas empresas, mas também pelos trabalhadores do sector privado que estão em lay-off. Estamos a 27 de Julho e não sabemos o que vai acontecer em Agosto. Já é difícil gerir a situação, sem paralelo histórico, mais a mais quando as decisões levam tanto tempo a serem tomadas. Nesse sentido, defende ou lay-off simplificado ou outras medidas que nos permitissem olhar mais para a frente que não apenas para o próximo mês.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here