Início Destaques Madeira/Reino Unido: restrições são uma “machadada” na economia

Madeira/Reino Unido: restrições são uma “machadada” na economia

Declarando o apoio às restrições impostas por Portugal à entrada de passageiros provenientes do Reino Unido, o Governo da Madeira considera que as medidas vão ser uma machadada nas perspectivas de recuperação económica da região. Trata-se de uma observação de Miguel Albuquerque, presidente do Governo da Madeira, que acrescentou ainda que esta medida adotada pelo executivo nacional provocará uma quebra acentuada na economia da Madeira.

Acho que aí Portugal tomou uma decisão acertada e a União Europeia também, frisou o governante.

Miguel Albuquerque destacou que a decisão terá consequências económicas na região, sobretudo no turismo, tendo em conta as chegadas previstas à região para o período do Natal e da passagem de ano.

Segundo dados do turismo madeirense, durante o mês de Dezembro, estava previsto a Madeira receber mais de 20 mil passageiros do Reino Unido, sendo que a maior concentração aconteceria no Natal e Fim de Ano.

Justificando a necessidade de manter o espectáculo de fogo de artifício da passagem do ano, um ex-libris da Madeiram, o presidente do executivo regional revela que há milhares de turistas que chegaram nos últimos dias ao arquipélago e nele vão ficar.

Miguel Albuquerque reitera que a medida adoptada é neste momento é compreensível, uma vez que a esta mutação do vírus tem um grau de transmissibilidade altíssimo e é importante salvaguardar a saúde pública.

Entretanto, o Governo Regional decidiu que os viajantes provenientes do Reino Unido que não sejam portadores de teste negativo devem fazê-lo à chegada e entre o 5.º e 7.º dias, devendo aguardar os resultados em isolamento profilático.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter