COMPARTILHE

O número de dormidas em alojamentos turísticos na Madeira em 2018 foi de aproximadamente 8,8 milhões, o que significa uma redução de 0,7% em relação aos dados de 2017, de acordo com os valores definitivos para o ano em questão Instituto Regional de Estatística da Madeira, DREM.

O alojamento turístico global inclui estabelecimentos hoteleiros, turismo rural e residencial, alojamento local, timeshare periódico, colónias, parques de campismo e albergues da juventude.

Os mesmos dados indicam ainda que os residentes em Portugal contribuíram com cerca de 969.000 dormidas, o que resultou num aumento anual de 1,4%.

Os estrangeiros não residentes contribuíram com 7,8 milhões de dormidas, o que corresponde a um aumento de 0,9% nesta variável.

Em termos exclusivos de hospitalidade, os dados definitivos para 2018 apontam para uma queda nas dormidas de 2,4%, enquanto a renda total e por quarto aumentaram 1,7% e 1,9%, respectivamente, em comparação com os dados de 2017.

Em termos de dormidas, o Reino Unido foi o principal mercado, atingindo 25,7% do total. Seguiu-se a Alemanha, 24,7% do total.

Deve-se notar que ambos os mercados registaram uma queda de 3,5% e 1,4%, respectivamente, em 2018 em comparação com o ano anterior.