COMPARTILHE

A medida é preventiva e tem a duração (para já) de uma semana. Ambas as companhias aéreas (Lufthansa e British Airways) anunciaram que irão suspender os seus voos para o Cairo, com a justificativa de ser uma medida de precaução, que permitirá uma investigação mais aprofundada.

Apesar desta decisão ter sido tomada e anunciada – e no caso da Lufthansa afectar as rotas a partir de Frankfurt e Munique, as duas únicas ligações directas ao Cairo – o certo é que não houve alterações (visíveis) em termos da segurança no Egipto. Não há notícia de se ter registado um aumento do nível de alerta.

Entretanto, em comunicado, o ministério egípcio da Aviação Civil, confirmou que a decisão (da British Airways) não foi emitida pelo ministério do Transporte ou o ministério do Exterior. O comunicada referiu, igualmente, que dada esta situação a companhias aérea Egypt Air irá aumentar a sua capacidade de voos com destino a Londres.