Início Entrevista KLM: aviões vão voar com borras de café

KLM: aviões vão voar com borras de café

COMPARTILHE

A Lavazza, empresa italiana de café, e a KLM Royal Dutch Airlines assinaram recentemente um acordo de cooperação, no qual a empresa de café adere ao programa de biocombustível da companhia aérea holandesa.

O objectivo é fornecer material orgânico suficiente para produzir o combustível para operar os aviões. Os restos do café (borras), reduzem a poluição em 85% em relação aos gases emitidos pelo combustível convencional.

Tal como a Holanda que está muito comprometida com o meio ambiente, a KLM é uma das companhias aéreas que realiza mais esforços nesse sentido.

O problema da KLM é que não há combustível suficiente obtido a partir de resíduos orgânicos ou biocombustíveis. Portanto, a empresa precisa do envolvimento de outras empresas que possam fornecer esse material. Para Lavazza, também é um “ponto” porque a posiciona no mundo da sustentabilidade, tão importante para o consumidor dos actuais mercados europeus.

O vice-presidente para a Europa do grupo franco-holandês Barry ter Voert, explicou que a KLM acredita que a produção de combustível de médio e longo prazo para a aviação sustentável (Saf) é essencial para a redução de CO2 no sector de aviação.

Ao colaborar com empresas como a Lavazza, podemos alcançar os nossos objectivos muito mais rapidamente, disse Barry ter Voert. Acrescentando que o objectivo é aumentar a disponibilidade de combustível para a aviação sustentável em larga escala e, portanto, tornar seu preço mais competitivo do que os combustíveis fósseis tradicionais.

Por sua vez, Mario Cerutti, chefe de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Lavazza, que afirmou que o objectivo é implementar a sustentabilidade em toda a cadeia de valor. Este acordo encaixa-se perfeitamente no caminho do desenvolvimento responsável que procuramos há algum tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here