COMPARTILHE

Na Jamaica é preciso ter em conta o seguinte: muitas das praias privadas do país, embora sensacionais e muito atractivas são privadas. Logicamente, os seus proprietários cobram uma pequena quantia para o livre acesso às mesmas.

Aliás, um bom exemplo disso é a praia Long Bay, na zona este da ilha, um local com fascinantes vistas e águas azuis muito límpidas, ou a Boston Bay, a poucos quilómetros a norte, com ondas maiores e com mais força que fazem dela a zona ideal para surfistas. Já a sul da ilha, a Treasure Beach, fará as delícias de quem adora as praias de areia branca e fina; por sua vez, no interior da ilha, está a muito conhecida praia de Blue Lagoon.

Num resumo, a ilha tem praias infinitas de areia dourada e água cristalina, um povo muito afável e ritmo lento calmo de vida já que o que importa é mesmo aproveitar a vida, mesmo que seja por poucos dias.

A Jamaica, que tem a cidade de Kingston como capital, é um país insular situado no mar do Caribe que tem a terceira maior ilha das Grandes Antilhas. É o quinto maior país insular do Caribe.

Os povos indígenas da ilha, os taínos, chamavam-na de Xaymaca em aruaque, ou seja, a “terra da madeira e da água” ou a “terra dos mananciais”. Que melhor para definir a Jamaica do que as palavras praia, reggae – recordam-se de Bob Marley? -, rasta e dança. A isto, junte-se o sempre “no problema” dos jamaicanos.

São mais de 300 quilómetros de costa e com muitos rios, tornando a Jamaica um lugar perfeito. Jamaica é a Natureza em estado puro.

Vibre de emoção ao fazer o rafting no rio Martha Brae ou na alegra cidade de Negril, onde a música contagia os turistas.

Outra atração imperdível é a cidade de Ocho Rios e suas belas riquezas naturais. A Baía do Descobrimento, as cachoeiras do Rio Dunn e a Dolphin Cove são as grandes atracções locais.  Para os amantes do reggae, vale a pena reservar um tempo e ir até Nine Miles, local onde Bob Marley nasceu e que está a apenas duas horas de Ocho Rios.

Em Dunn’s River, onde terá a oportunidade de subir aos 183 metros desta formação rochosa, aprecie a cascata que desagua no oceano.

E admire-se com a lago luminoso de Glistening Waters, que graças aos micro-organismos que aqui habitam, a sua água brilha com luz própria durante toda a noite. Curiosamente, estes fenómenos só podem ser observados em quatro lugares do mundo.

Para além de tudo o que já foi dito, no monte Blue Mountains existe o parque natural mais importante da Jamaica e uma das visitas obrigatórias para qualquer viajante que deseje conhecer verdadeiramente a ilha. Não só se trata de um dos lugares mis bonitos e impressionantes do país, mas também um dos mais importantes a nível ecológico.

Se tiver tempo, visite o Jamaica Swamp Safari Village, perto de Montego Bay, uma área onde vivem uma grande quantidade de animais, desde os crocodilos aos macacos. Poderão ainda passar um dia em Dunn’s River Flls and Park, em Ocho Rios, onde se ode praticar rafting, realizar um passeio em 4×4 ou a cavalo pelo bosque ou pela praia.

Se optar por comer fora dos resorts ficará surpreendido com a comida “creole” jamaicana. Os grandes churrascos de carne, porco e frango conhecidos como “jerk beef” e “jerk chicken”, marinados em um molho agridoce um pouco apimentado e assados a baixa em temperatura com uma madeira especial, são deliciosos. Normalmente são acompanhados com pratos de arroz, feijão e uma cerveja Red Stripes.

Para além do óptimo peixe, delicie-se com os “meat patties” (pastéis de carne encontrada em todos os cantos) e o “bammy”, tortas de mandioca consumidos pelo índios Taino.

No caso de estar interessado neste destino, aconselhamos a contactar os programas da Soltour ou da Jolidey, que pode encontrar em muitas agências de viagens.

E, finalmente, para saber mais sobre este destino, consulte o site do Governo da Jamaica em http://www.cabinet.gov.jm

L.M.