Início B5 IPDT lança e-book “10 prioridades para o turismo no mandato 2021/2025”

IPDT lança e-book “10 prioridades para o turismo no mandato 2021/2025”

O IPDT-Turismo e Consultoria realizou recentemente um inquérito junto de técnicos superiores e elementos de executivos municipais e de Entidades Regionais de Turismo, com a finalidade de analisar o impacto que o sector do turismo teve nas políticas autárquicas no mandato 2017/2021 e, ao mesmo tempo, identificando apostas para o horizonte pós-eleitoral.

Uma das conclusões desse estudo revela que os municípios têm um papel crucial no desenvolvimento turístico e devem, no próximo mandato, até 2025, reforçar o orçamento para potenciar a comunicação, estratégia e capacitação de recursos humanos, promovendo um turismo sustentável.

Nesse sentido, o presidente do IPDT, António Jorge Costa, afirma que os municípios desempenham um papel fundamental no âmbito do turismo, uma vez que é através da sua visão e das suas políticas que os destinos – mesmo aqueles com menor população – podem alcançar um papel central e de destaque na oferta turística nacional.

Os resultados do inquérito apontam quatro grandes linhas orientadoras para o mandato que se avizinha.

Segundo o documento do IPDT, o turismo deverá ser pelouro de uma vereação, ao contrário do que acontece actualmente na maior parte das autarquias.

Todavia, por outro lado, os orçamentos municipais devem reforçar a verba destinada ao sector, de forma a permitir implementar novas soluções e tornar os territórios mais atractivos.

No que diz respeito às áreas de aposta por parte dos municípios no mandato 21/25, evidenciam-se a comunicação, a estratégia e a capacitação de recursos humanos.

Por último, a orientar todas estas prioridades de intervenção, está a aposta num desenvolvimento sustentável do sector do turismo.

Quanto ao actual mandato autárquico, os resultados do inquérito do IPDT aos responsáveis municipais do turismo e das entidades regionais do sector salientam que o turismo foi um sector prioritário para a maioria das autarquias, que tiveram nos eventos e no desenvolvimento de estratégias as suas principais áreas de aposta.

Ainda segundo o IPDT, o estudo revela que desde o aumento da notoriedade dos territórios à reabilitação urbana e à geração de emprego, o turismo teve um impacto significativo no desenvolvimento dos territórios.

No estudo “10 prioridades para o turismo no mandato 2021/2025” e no que concerne aos principais obstáculos à dinamização turística, os gestores identificaram a deficiente colaboração entre privados e públicos a par do número insuficiente de recursos humanos integrados nas equipas técnicas.

Ver documento



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter