Instabilidade ‘convida’ britânicos para Portugal na Páscoa


‎Segundo um estudo desenvolvido pela plataforma Mabrian Technologies, a procura turística por destinos concorrentes como Turquia ou Grécia quebra por causa da guerra entre a Ucrânia e a Rússia‎.

‎A guerra entre a Ucrânia e a Rússia está a afectar seriamente a escolha do destino a eleger para as próximas férias de Páscoa. É, por exemplo, o caso do Reino Unido, onde ‎‎a procura de viajar para Portugal aumentou‎‎, enquanto o interesse nos destinos do Leste Europeu, logicamente, diminuiu.

Esta conclusão da plataforma de análise turística Mabrian Technologies, baseia-se na comparação feita nos dados de busca de voos do Reino Unido para ‎‎Espanha‎‎, Grécia, ‎‎Portugal‎‎ e ‎‎Turquia ‎‎e ‎‎‎‎realizados entre 11 de Fevereiro e 08 de Março deste ano, para viajar entre 11 de Abril e 1º de Maio. ‎

Depois de comparar a evolução das procuras médias durante os 13 dias anteriores à invasão russa e as 13 após a mesma, foi detectado um aumento na procura para Portugal (+13,2%) e Espanha (12,7%), enquanto para Turquia e Grécia caiu, em 10,45% e 8,15% respectivamente.‎

‎O certo é que as procuras por voos do Reino Unido para todos os quatro citados ‎‎destinos caíram acentuadamente nos dias seguintes ao início da guerra entre 30% e 40%.‎‎

No entanto, os aumentos de procura para Portugal e Espanha foram recuperados nos 5 e 6 dias seguintes, enquanto Turquia e Grécia não conseguiram voltar.‎

‎Segundo a Mabrian Technologies, saber como o conflito russo afectou o curto período de férias da Páscoa permite que o resto dos países e destinos turísticos saibam qual será a tendência se o conflito se arrastar.‎

‎Uma coisa é certa: a generalidade dos preços nos hotéis na Turquia e Grécia está a descer, excepto nas unidades de 5 estrelas.

Em oposição, há um aumento nos alojamentos em unidades hoteleiras da Península Ibérica, mais acentuada em Espanha.

,

error: Content is protected !!