Início B1 INE: turismo interno salvou Agosto em Portugal

INE: turismo interno salvou Agosto em Portugal

Os estabelecimentos hoteleiros em Portugal registaram em Agosto 2,5 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas, segundo dados divulgados esta quinta-feira pelo INE, que indica ainda que a actividade turística no país continua abaixo dos níveis pré-pandemia.

Mesmo assim, num cenário de novo recorde na procura interna neste típico mês de Verão, as receitas ficaram 20% abaixo das obtidas no mesmo mês de 2019.

O sector do alojamento turístico registou 2,5 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas em Agosto de 2021, o que corresponde a um crescimento de 35,4% e de 47,6%, respectivamente, face ao mesmo mês do ano anterior.

A impulsionar a recuperação da actividade turística em Portugal esteve a procura interna. Em Agosto, os turistas residentes contribuíram com 4,2 milhões de dormidas, valor mensal mais elevado desde que há registos, conforme revela o INE, destacando que se trata de um crescimento de 22,6% face a 2019. Em contrapartida, no que toca aos turistas estrangeiros, estes representaram 3,3 milhões de dormidas, uma quebra de 46,9% face a 2019.

Além disso, também os proveitos nos alojamentos turísticos aumentaram face ao ano passado, tendo atingido os 515,8 milhões de euros no total e 410,2 milhões de euros relativamente a aposento. Porém, comparativamente com Agosto de 2019, os proveitos totais diminuíram 19,2% e os relativos a aposento caíram 19,3%.

O rendimento médio por quarto disponível situou-se em 71,4 euros em Agosto, ou seja mais 30 euros quando comparados com Julho, enquanto o rendimento médio por quarto ocupado atingiu 115,8 euros  (98,7 euros em Julho).

Agosto foi também sinónimo de elevadas taxas de ocupação. Segundo os dados, esse valor situou-se nos 61,6%, mais 15 p.p. que o observado no mesmo mês de 2020, mas 11 pontos percentuais abaixo do registado em Agosto de 2019 (72,6%).

O INE destaca ainda que, entre Janeiro e Agosto de 2021, considerando a generalidade dos meios de alojamento, registaram-se 8,8 milhões de hóspedes e 23,9 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 8,1% e 11,8%, respectivamente



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter