Início B2 INE: impacto da abertura do corredor aéreo entre Reino Unido e Portugal

INE: impacto da abertura do corredor aéreo entre Reino Unido e Portugal

Desde o início da pandemia, Maio de 2021 foi o terceiro mês com maior número de dormidas de britânicos nos estabelecimentos de alojamento turístico em Portugal (200 mil dormidas), apenas ultrapassado pelos meses de Agosto (217,7 mil dormidas) e Setembro (343,0 mil dormidas) de 2020, coincidindo com a abertura do corredor aéreo entre os dois países.

Esta informação é destaque do INE nos dados que revelou esta quinta-feira, em que faz uma análise do impacto da inclusão temporária de Portugal pelo Reino Unido na lista países em que os visitantes não teriam de sujeitar a quarentena obrigatória no regresso.

Refira-se que o governo britânico anunciou, a 17 de Maio deste ano, que Portugal passava a integrar a lista verde de países, o que significava que quem entrasse em Inglaterra vindo de Portugal não teria de ficar em quarentena obrigatória.

A inclusão de Portugal na lista verde de países, segundo o INE, terá contribuído para a evolução que este mercado apresentou em Maio, associado também à realização de importantes eventos desportivos neste mês em Portugal.

Comparando com Abril de 2021, o mercado britânico foi o que registou maior crescimento absoluto do número de dormidas (incremento de 179,8 mil dormidas), que representaram 34,1% do acréscimo de dormidas de não residentes verificado entre Abril e Maio.

O INE diz ainda que este comportamento do mercado britânico teve reflexo na evolução da representatividade deste mercado. Em Abril, as dormidas de residentes no Reino Unido representaram 7,4% do total das dormidas de não residentes, o mesmo peso relativo que o mercado francês e menos do que os mercados espanhol (quota de 13,2%) e alemão (13,0% do total).

Já em Maio, o mercado britânico representou 25% do total das dormidas de não residentes, seguindo-se o mercado espanhol (quota de 14,3%), alemão (10,8%) e francês (9,0%).



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter