Início B4 Impacto da pandemia na distribuição hoteleira

Impacto da pandemia na distribuição hoteleira

No seu novo White Paper “Hotel Distribution and the Pandemic: The Tourism Chessboard” a D-EDGE, um fornecedor de SaaS e soluções de marketing digital para hoteleiros, actualiza os últimos dados sobre a distribuição hoteleira e destaca as mudanças radicais nos padrões de distribuição hoteleira.

Neste documento, a empresa estudou a evolução do mix de distribuição online dos hotéis, a evolução do valor médio das reservas, a duração da estada e concentrou-se também nos cancelamentos.

Num contexto em que as reservas de hotéis ainda estão globalmente muito abaixo dos níveis pré-covid detectou-se que está a ocorrer uma verdadeira revolução nos modos de distribuição entre os diferentes players e canais de venda.

As principais conclusões do estudo são: O peso da distribuição directa, isto é, quartos vendidos através do website oficial do hotel, está a atingir níveis recorde. Aliás, o canal directo tornou-se mesmo o principal canal de vendas na Ásia;

Entre as OTA’s, a Booking.com representa a maior parte do mercado. Alguns dos grandes intervenientes, como a Expedia ou a Agoda, viram a sua quota de mercado diminuir significativamente, enquanto outros intervenientes, como a AirBnb ou as OTA’s locais, pelo contrário, viram a sua quota de mercado aumentar;

Os cancelamentos continuam a representar um enorme volume de transacções (em média, mais de uma reserva em cada duas é cancelada) e sublinham a natureza ainda muito precária dos efeitos de recuperação que podem ser observados.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter