Início B1 Groundforce desconvoca greves de final de Julho e início de Agosto

Groundforce desconvoca greves de final de Julho e início de Agosto

Estavam marcadas para os dias 31 de Julho, 01 e 02 de Agosto novas graves dos trabalhadores da Groundforce, mas após notícias mais positivas nos últimos dias, acabam de ser desconvocadas.

A decisão foi tomada esta quinta pelos sindicatos dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA) e dos Economistas (SE).

Os sindicatos agradeceram o envolvimento da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) e da Associação Portuguesa as Agências de Viagens e Turismo (APAVT) que, num esforço conjunto, defendeu os interesses dos trabalhadores, da TAP, do turismo e do país, ao qual a função estratégica da Groundforce para todos ficou bem clara e de uma vez por todas.

– Fruto da histórica greve do fim-de-semana passado, do qual os trabalhadores são os únicos protagonistas, foi possível, numa reunião, chegar a um compromisso com o Governo, no sentido de desbloquear, com efeitos imediatos a greve dos dias 31 de Julho, 01 e 02 de Agosto, informaram as estruturas sindicais, em comunicado.

Os termos da desconvocação, explicam, são o pagamento do subsídio de férias e das anuidades vencidas em 2021, antes do processamento salarial de Julho (dia 28), para todos os trabalhadores, mas também a garantia efectiva, e já tornada pública pelo Governo, do pagamento pontual e integral do salário de Julho.

A decisão tem a ver também com o facto de haver decisão do Governo que a situação accionista da Groundforce será resolvida muito em breve, ou pela venda das acções a um privado por parte do Montepio, ou por acção/intervenção do Estado português e da TAP.

Os trabalhadores da Groundforce cumpriram dois dias de greve no fim-de-semana passado, convocada pelo STHA, como protesto pela situação de instabilidade no que concerne ao pagamento pontual dos salários e outras componentes pecuniárias que os trabalhadores da empresa de handling enfrentam desde Fevereiro de 2021. A paralisação levou ao cancelamento de voos, sobretudo no aeroporto de Lisboa.

Além desta paralisação, desde o dia 15 de Julho que os trabalhadores da Groundforce estão também a cumprir uma greve às horas extraordinárias, que se prolonga até às 24 horas do dia 31 de Outubro de 2021.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter