Início B1 Governo lamenta falta de consenso sobre TAP e novo aeroporto

Governo lamenta falta de consenso sobre TAP e novo aeroporto

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos lamentou que tanto a gestão TAP como a localização de um novo aeroporto não mereçam consenso.

O governante, que falava na sessão de abertura da cimeira aeronáutica ‘Portugal Air Summit’, que arrancou esta quarta-feira no Aeródromo de Ponte de Sor (Portalegre), considerou, tentador os partidos da oposição criticarem a gestão da TAP ou a localização do novo aeroporto, alertando que estão a prejudicar o país.

– É fácil, é tentador e nós assistimos a isso ainda recentemente num debate no parlamento. É tentador que um líder político aproveite o tema para fazer combate político, mas ao fazê-lo pode conseguir facturar do ponto de vista conjuntural, mas está a prejudicar o país e está a mostrar que não tem capacidade para poder liderar os destinos do país, disse.

– Obviamente que homens e mulheres ligados ao sector da aviação acho que conseguem compreender melhor a importância que tem a TAP e o novo aeroporto para o desenvolvimento nacional, mas isso não está garantido em todo o território e em todo o país, frisou o ministro, para acrescentar que não está sequer garantido nos interlocutores políticos que nós vamos tendo, porque obviamente é politicamente mais fácil neste momento nós fazermos um debate contra o dinheiro que está a ser injectado na TAP, acrescentou.

Na sua intervenção, o ministro sublinhou que o sector da aviação é crítico para o desenvolvimento nacional, considerando que os portugueses têm o direito de viver num país mais desenvolvido e que pague melhores salários, passando esse direito pela construção de um novo aeroporto e pela sustentabilidade da TAP.

– A TAP não é uma empresa que possa apenas ser vista de forma isolada e analisada em função do resultado líquido anual, a TAP é uma empresa que tem de ser avaliada pelo contributo dado vasto que dá a toda a economia nacional, destacou Pedro Nuno Santos, para esclarecer que a transportadora aérea nacional é a principal companhia europeia, a número um europeia a ligar o Brasil à Europa, a ligar mais 10 países africanos, que não apenas os de língua portuguesa, à Europa, e uma companhia que tem crescido bastante na ligação aos Estados Unidos da América, isto dá uma centralidade ao nosso país que nós não temos o direito de desperdiçar.

O ministro das Infraestruturas recordou os efeitos negativos que a pandemia da Covid-19 provocou no sector da aviação, lamentando que sejam criticados a intervenção e o auxílio do Governo à companhia aérea. Nós sofremos uma pandemia que teve um impacto brutal, devastador, no setor da aviação comercial, devastador em todo o mundo, na TAP também. Em nenhum outro país europeu se questiona a intervenção e o auxílio público às suas companhias de bandeira, em nenhum outro país europeu nós assistimos ao debate sobre o apoio e auxílio à sua companhia aérea de bandeira a que nós assistimos em Portugal, criticou.

– Por que é que nós colocamos em causa o apoio público a uma companhia de bandeira que dá centralidade a um país que é periférico no quadro europeu, este é mesmo o nosso maior desafio, questionou ainda.

Para além de vários membros do Governo, marcarão presença nesta cimeira ibérica do sector aeronáutico, que decorre até ao próximo dia 17, personalidades ligadas a diversas instituições como a TAP, ANAC, ANA- Aeroportos, AICEP, ANACOM e IATA

A nível internacional, as atenções centram-se hoje, às 12h30, com a intervenção de Jan-Christoph Oetjen, membro do Parlamento Europeu, que abordará o tema ‘Céu Único Europeu, é Hora de Agir – A Perspectiva do Parlamento Europeu’.

O Portugal Air Summit decorre de uma organização conjunta entre a Câmara Municipal de Ponte de Sor e a empresa TheRace.

Nas palavras de Nuno Molarinho, CEO da TheRace e organizador do Portugal Air Summit, este programa é a prova do prestígio do Portugal Air Summit e da importância do hub aeronáutico no nosso país. A relevância institucional desta cimeira fica bem demonstrada com a presença de vários membros do Governo, bem como de altos responsáveis por entidades cuja importância para a economia nacional, para o seu crescimento e internacionalização é por demais evidente.

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here