Início B3 Golfe no Algarve com níveis altos de procura neste início de temporada

Golfe no Algarve com níveis altos de procura neste início de temporada

A época alta de golfe no Algarve está com níveis muito altos de procura e há perspectivas de que possa prosseguir entre Fevereiro e Março, opinião partilhada tanto pelo presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, como pelo presidente da AHETA, Elidérico Viegas.

A temporada alta de golfe na região algarvia inicia-se em Setembro, coincidindo com a época baixa do turismo, o que ajuda a esbater a sazonalidade, mas no último ano e meio houve grandes quebras na procura devido às restrições para combater a pandemia de covid-19, situação que começa agora a alterar-se.

– De Setembro a Novembro, estamos com níveis muito altos de procura, afirmou o presidente do Turismo do Algarve, frisando que a retoma neste segmento de mercado pode até ter procura a partir de Fevereiro ou Março de 2022, após o levantamento de restrições às viagens no Reino Unido devido à pandemia.

A retoma da procura foi, segundo aquele responsável, em declarações à Lusa, influenciada por sucessivas reservas que eram adiadas e que se confirmaram, os chamados ‘rebookings’, e por uma procura de last minute’.

Estando a decorrer nestes dias a IGTM (International Golf Travel Market), no País de Gales, principal feira do mercado de golfe, João Fernandes diz ter tido a oportunidade de recolher ‘in-loco’ o ‘feedback’ dos 40 campos do Algarve, que é um ‘feedback’ muito positivo, com campos praticamente cheios até final de Novembro e ainda com alguma procura em Dezembro, afirmou.

Segundo o presidente do Turismo do Algarve, as expectativas, sobretudo a partir de Março, e em alguns casos em Fevereiro até, apontam para um mercado do golfe que está a retomar em força e se somam a um “comportamento muito positivo” do principal mercado para este produto no Algarve, o britânico e irlandês.

Já Elidérico Viegas disse também à Lusa que as perspectivas no golfe, atendendo às circunstâncias, estão a ser bastante boas, com uma recuperação após quase mais de ano e meio sem turistas e praticamente sem actividade, no entanto, acrescentou, não está ainda ao nível daquilo que era habitual antes da pandemia.

De acordo com o presidente da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), a modalidade na região apresenta já recuperação interessante, sendo que o expectável levantamento das restrições nos países de origem dos turistas vai traduzir-se num aumento gradual da procura para esse segmento de mercado.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter