COMPARTILHE

As companhias aéreas brasileiras Gol e Latam adquiriram em leilão, cinco dos sete blocos de activos, incluindo licenças para decolagens e aterragem (slots) da Avianca Brasil, que se encontra em processo de recuperação judicial.

A Gol comprou três Unidades Produtivas Isoladas (UPIs) e a Latam conseguiu duas, enquanto que as duas últimas UPIs não receberam nenhuma oferta. O destaque, porém, foi a ausência da Azul, que não ficou com nenhum activo.

Cada UPI pertencente à Avianca Brasil, até agora a quarta maior companhia aérea do Brasil, é composta por um número variável de ‘slots’, como são conhecidas as autorizações para descolar e aterrar nos aeroportos mais movimentados do país, como Congonhas e Guarulhos, ambos em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

A Gol adquiriu as UPIs A, D e E, que somam 83 ‘slots’ distribuídas nos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Santos Dumont, pelo valor total de 77,31 milhões de dólares (68,63 milhões de euros).

A Latam, por sua vez, adjudicou as UPIs B e C por cerca de 70 milhões de dólares (62 milhões de euros) e garantiu um total de 67 ‘slots’ entre os três aeroportos.

No entanto, o resultado do leilão de activos e ‘slots’ da Avianca ainda se encontra debaixo de incertezas, dependendo ainda de questões judiciais, segundo a Agência Brasil.

Contudo, o resultado do leilão pode não ser permanente, já que a Justiça de São Paulo havia permitido a Anac realizar a redistribuição dos slots da Avianca Brasil entre as companhias aéreas nacionais activas, o que pode resultar na suspensão dos acordos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here