COMPARTILHE
  • Um português, Lord na Escócia para proteger as Highlands Terras Altas

“Um Lord escocês, mas português” ou “Porque não ser eu também um Lord?” poderiam ser títulos para o texto que se segue e que é também a apresentação do destino de Glencoe – ou Domínio de Glencoe -, na Escócia. Mas, a fazê-lo, perdia-se parte do misterioso que envolve os mesmos.

O Domínio de Glencoe é a casa ancestral do Clã MacDonald, um dos maiores clãs escoceses, sendo que o seu chefe, o Lord MacDonald, tem o título de “Senhor das Ilhas”. Um dos ramos deste clã é o de Glencoe.

Glencoe ou Glen Coe, na sua origem, é um vale de origem vulcânica, nas Terras Altas da Escócia, localizado a norte de Argyll, sendo considerado um dos locais mais espectaculares e bonitos da Escócia.

Para “sentir” um pouco mais desta área protegida e a importância deste destino turístico e histórico, deve-se conhecer um pouco da sua história.

Em posse do clã MacDonald desde sempre, torna-se tristemente conhecido pelo Massacre ou Assassinato do Clã MacDonald, no início da manhã do dia 13 de fevereiro de 1692 (em Portugal vivia-se ainda um pouco da euforia da revolução de 1640), sendo beligerantes os membros do clã contra o regimento de infantaria (britânico) do conde de Argyll apoiado pelo clã Campbell e escoceses das planícies. Na Escócia estava-se então no rescaldo da chamada Revolução Gloriosa e das revoltas Jacobitas de 1689 lideradas por John Graham.

O massacre aconteceu no vale de Invercoe e apenas restaram 38 membros do clã que foram mais tarde assassinados pelos convidados que hospedavam, com o fundamento de que os MacDonalds não tinham sido rápidos em jurar sua lealdade aos novos monarcas, William e Mary. As suas casas foram queimadas e mais de quarenta mulheres e crianças morreram de hipotermia.

Glencoe, “o vale das lágrimas”, junta paisagens épicas a uma história comovente, transformando-se mais tarde em zona protegida.

O vale de Glencoe (Glencoe Wood) abandonado, foi comprado em 1895 pelo canadiano Donald Smith que se recusou a usar o título de Lord of Glencoe, passando então a usar o título Lord Strathcona.

Em 2007, a Highland Titles compra Glencoe Wood passando a ser o Laird (senhor) of Glencoe. Pelas razões que mais adiante explicamos, decide “vender” o vasto domínio, passando os proprietários das diversas fracções de terreno (o Laird) a usar o título de Lord ou Lady of Glencoe.

O Lord Lyon da Escócia, responsável de toda a heráldica escocesa, descreve assim o título de Laird: o título de Laird é aplicado geralmente ao dono de um domínio (terra), às vezes por ele próprio, mas é uma forma de respeito de tratamento de quem vive ou trabalha na propriedade. Não é um título de nobreza, mas sim um título de cortesia, usado por pessoas que querem exprimir o seu respeito a alguém, dono de terra.

Convém também explicar que há uma certa diferença entre o ser Lord na Escócia e Lord na Inglaterra.

Para ser reconhecido e poder usar o título de Lord ou Lady na Escócia – bem como usar o Brasão das Armas e o Tartan – é necessário ser o dono de um terreno, que pode ser comprado sem quaisquer impostos, se a finalidade for de proteger o meio ambiente. Na Escócia, quando os domínios (terras) antigos têm laços históricos com o sistema feudal, os seus donos “obedecem” à Cortesia Escocesa de Laird e são chamados de  Lord ou  Lady  desse domínio.

Em Inglaterra, são títulos de nobreza relacionados apenas com pessoas. Pode ter o título de Lord ou Lady de qualquer sítio/local, mas não é dono nem tem direito dele

Refira-se que o título de Lord ou de Lady é para sempre e acompanha a posse da terra. No entanto, tanto o título como a terra podem ser doados, com as devidas autorizações legais de quem de direito.

O título (e a terra) ficam não só legal e oficialmente registados na Escócia, através de documentos próprios, cujos originais serão posteriormente enviados ao novo Lord.

Apesar de ser o possuidor único e absoluto de uma porção de terreno jamais, por lei, poderá vendê-lo ou utilizá-lo para fins comerciais.

É nesta altura que pode ser feita na pergunta Gostaria de ser Lord ou Lady? A resposta “de como” e os deveres, explicaremos adiante, mas saiba já que sim. Pode ser um verdadeiro Lord ou Lady, mas…. só no próximo artigo!

O que é a Highland Titles

A Highland Titles foi criada em 2006 pelo Dr. Peter Bevis, biólogo e membro da Sociedade Zoológica de Londres, e pela sua filha Laura, para proteger, manter e conservar as HighlandsTerras Altas da Escócia, sendo a sua actividade regida por lei e apoiada pelo governo.

Entre muitas outras acções a Highland Titles administra e protege reservas naturais para a conservação e controlo de determinadas espécies de plantas e animais selvagens – incluindo insectos – que ali vivem, sem lhes alterar o habitat.

Por outro lado, incentiva a criação de animais e plantas selvagens, e incentiva o estudo e pesquisa para um maior conhecimento das espécies ali existentes.

Por exemplo, uma das grandes prioridades de agora está centrada na protecção e criação de wildcats (gatos selvagens) escoceses, em via de extinção. Na área, encontra-se a maior reserva de gatos da Europa.

Refira-se que a Highland Titles tem ainda instalações preparada para a criação de ratazanas de água – um mamífero quase extinto na Grã-Bretanha – e de resgate de ouriços.

A beleza verde e diversificada de toda a zona das Highlands Terras Altas da Escócia é ímpar, abundante em animais, uns mais selvagens do que outros, nomeadamente veados e perdizes, alvos preferidos dos caçadores furtivos

Para além de fundos próprios e de muitas doações que recebe, a Highland Titles adquiriu duas reservas – Keil Hill e Mountain View -, num total de mais de 100 hectares, adquiridas para fornecer equipamentos para a comunidade local; ajudar a preservar e incentivar a protecção da vida selvagem nas Terras Altas; e fornecer apoio educacional às escolas e organizações locais.
Nos últimos cinco anos (2014-18) muito tem sido feito e a maioria dos objectivos foram realizados, destacando-se os acessos principais, incluindo uma estrada com cerca de quatro quilómetros, a segurança (guardas dos parques), sinalização, loja de recordações e acessórios com  espaço para escritório, cozinha e instalações sanitárias, compra de uma viatura de cinco lugares para circuitos Meet and Greet, para visitantes com mobilidade reduzida.

Luís de Magalhães, Lord of Glencoe (a)
------------------------

(a) Lord of Glencoe, com direito a Brasão de Armas e Tartan de Glencoe, por ser possuidor absoluto de um terreno – “The Plot” – registado oficialmente com o número ARG 14245 na Comarca de Lismore e identificado com o nº A360907, tendo como obrigação, entre outras, proteger e manter as Highlands Terras Altas da Escócia.